Resenha ‘Maluca por Você – Rachel Gibson’

Oi ooooi gente! Hoje eu trago uma resenha de mais uma livro da série Lovett, Texas, da autora Rachel Gibson. Como falei antes, os livros apesar de serem da mesma série, podem ser lido de forma independente, sem nenhum problema. Mas, Maluca por Você tem uma espécie de ligação direta com Daisy está na Cidade. Afinal, a Lily – protagonista desse livro – é irmã da Daisy. Não é necessário ler um para ler o outro – até porque a ordem de lançamento por aqui foi até inversa -, mas se ler o da Daisy primeiro, pode entender melhor algumas coisas que a Lily vai conta. Mas, antes de falar mais, vamos a sinopse…

Um charmoso policial acaba de chegar à cidadezinha de Lovett, no Texas. Seu nome é Tucker Matthews. Tudo o que ele quer é um pouco de sossego e um lar pra chamar de seu. Seu e de Pinky, sua gatinha de estimação, deixada com ele por uma ex-namorada louca. Mas parece que Tucker tem sorte (ou azar) para mulheres doidas. Sua nova vizinha é ninguém menos que Lily Brooks, ou, a Maluca Lily Darlington, famosa na cidade pelos excessos do passado, como quando entrou com o carro dentro do escritório do ex-marido cretino. Fofocas à parte, Tucker não imaginou que no lugar da suposta barraqueira fosse conhecer uma baita mulher em seus trinta e oito anos, linda, inteligente, sexy e engraçada, que irá virar sua cabeça do avesso. Maluca por você é um romance apimentando e divertidíssimo! Você não vai conseguir parar de ler!

Maluca por Você se passa oito anos depois de Daisy está na Cidade. E sim, continuo dizendo que você pode ler os livros de forma independente. Mas, é bom saber que aqui a Lily que podem ter conhecido no livro da irmã não é a mesma.

Lily superou a fase maluca de sua vida, após o divórcio com Ronnie. Ela foi abandonada e roubada, deixado com seus filho, Pippen, que tinha dois anos na época. Lily brigou no meio do posto de gasolina, enfiou o carro na sala de estar de Ronnie e se machucou gravemente. Depois de anos, ela ainda luta para se livrar da fama de maluca, enquanto se dedica a ser uma boa mãe para seu filho, uma boa filha e irmã e a dona de um SPA famoso.

Lily Darlington detestava ser chamada de maluca. Preferia que a chamasse de vaca – ou mesmo de vaca burra, porque sabia que não era, nem nunca foi qualquer uma dessas duas coisas. Não de propósito pelo menos. Mas bastava pôs a palavra começada com “m” depois de vaca, que Lily provavelmente viraria uma vaca maluca com alguém.

Tucker Matthews é o novo policial da cidade. Ele se muda para a rua de rua de Lily e sofre um pouco com o treinamento de basquete que Pippen faz. Numa tentativa de poder descansar, ele se oferece para jogar com o menino, desde que ele não treine pela manhã. E vai ser desde jeito, que Tucker e Lily irão se aproximar.

404.JPG

Um clima de romance surge entre eles e ambos querem se entregar. Lily gosta do flerte, do caso, mas mantém os pés no chão, especialmente pelo filho. Tucker quer mais. Quer um relacionamento, amor, que assumir o que eles vivem para todos. O problema é que oitro anos de diferença existe entre eles. E Lily pensa muito no que as pessoas da cidade irão dizer sobre isso. E eles vão ter que ver como irão superar esse fato, para poder saber se irão ou não ficar juntos.

– Você está dando em cima de mim?
– Se você precisa perguntar, não sou tão bom quanto imaginei que fosse.

Lily é uma personagem agradável. Confesso que já conhecê-la é um passo a mais para gostar dela, por ver o quanto ela amadureceu e começou a pensar mais no seu filho e em si mesma. Ela passou por coisas que podem acontecer com muitas pessoas, sofreu e deu a volta por cima. Hoje é bem sucedida, dona de seu próprio nariz e mais feliz. O único problema que sinto que ela tenha, é o fato de pensar muito sobre o que os outros irão falar sobre sua vida.

Tucker é um cara incrível. Ele é um bom policial, um bom vizinho e um bom amor. Ele trata Pippen muito bem, ainda mais pelo menino mal ter um pai. E se encanta de cara pela pessoa que a Lily é. E, ao contrário do que ela possa imaginar, ele sabe bem quem ela é. Tucker quer ficar com Lily, mas desde que seja por inteiro. E sua missão é mostrar a ela que a diferença de idade não significa muito quando se tem amor.

Ele poderia não ter problemas em relação à diferença de idade, mas ela tinha. As pessoas a chamariam de loba.

Acho que pelo livro ser muito rápido – na verdade, podemos chamar até de conto, já que tem pouco mais de 100 páginas -, as coisas se desenvolvem mais rapidamente. Além do que, é mais focado em Lily e Tucker. Apesar de ter um pouco da família de Lily, principalmente seu filho e até um pouco de Daisy e seu futuro, o livro tem o foco no casal e até na Lily sobre si mesma.

405.JPG

O livro, como os outros da autora, tem narrativa em terceira pessoa. Sobre a escrita da Rachel, sigo tecendo elogios. Ela é um autora incrível e mesmo com um conto, consegue conquistar risos e um carinho pela história, além de fazer com que a gente não queria parar de ler até saber o fim.

– Você sabia que as pessoas me chamam de maluca? Por que não disse nada?
– Porque não é verdade. Você é apaixonada e ama com o coração e a alma, e é isso que eu quero.

Quanto a diagramação, o trabalho da editora é simples, mas muito bom. Eu acho as capas dos livros dela super fofas e femininas, sempre com elementos condizentes a história. Essa tem um toque diferente, porque não é toda feita através de desenho. Por dentro, as folhas são amareladas, com letras e espaçamentos bons para a leitura.

Mais um livro que trouxe de uma das Rainhas do Chick Lit para vocês. Então, se quiserem um livro rápido – daqueles para se ler em uma noite -, com romance e sem muito drama, pode investir nesse aqui. Maluca por Você leva quatro Angélicas.

CLASSIFICAÇÃO 4 ANGÉLICAS

 

11 comentários em “Resenha ‘Maluca por Você – Rachel Gibson’

  1. Oi!
    Poxa, você falou sobre a capa e fiquei curiosa, não a vi em nenhum lugar. Achei interessante, embora não seja meu tipo de leitura.

    Mas já que você curtiu, vou procurar! 😉

    Curtir

  2. Oi, Raíssa!
    Acho que vou me repetir, mas esse não é o gênero que curto ler, mas a história é interessante! Aqui temos uma mulher “supostamente” maluca, com seu filho e um cara oito anos mais novo. Ele saído de um relacionamento traumático, apesar de querer constituir sua família e vê na Lily uma possibilidade, ainda que difícil… Bom, eu acho que isso é um “clichêzão”… rsrs… Mas, que a gente gosta de assistir nos filmes de Sessão da Tarde pra rolar e chorar, à vontade. Não é verdade?
    A capa é maravilhosa e, pelas fotos que vi na postagem, tem uma diagramação muito boa mesmo!
    Valeu demais a dica e mesmo não sendo minha praia, se você me perguntasse se algum dia leria a história, a resposta é sim, porque a gente também precisa de literatura mais leve e clichê para encarar outras leituras mais densas. Tudo tem seu tempo!
    Grande abraço!
    Drica.
    https://testelivroseideias.blogspot.com.br/

    Curtir

  3. Gostei de saber que pode ser lido de forma isolada sem ter que ler os outros. Sabe como é…tantos livros pra ler que enfiar mais uma coleção nomeio dá problema. Adorei a dica.

    Curtir

  4. Raissa, amei sua resenha e conhecer um pouco mais do livro que traz um enredo do qual sou fã e como ainda não li nada autora, penso que esta série será meu inicio de relacionamento literário com ela.

    Bjo
    Tânia Bueno

    Curtir

  5. Olá! Essas séries que podem ser lidas fora de ordem as vezes da medo haha mas achei um romance bem gostoso, e os personagens tão carismáticos, espero ter a oportunidade de conhecer essa trama.. No momento to evitando séries mas essa já vou anotar haha! Ótima resenha, como sempre bem desenvolvida, descontraída e ótima de se ler!

    Beijos,
    Conta-se um Livro

    Curtir

  6. Olá
    Parece ser um livro bem gostoso para ler entre leituras.
    Nossa eu tenho um certo problema, tenho uma certa mania de cronologia, e depois da internet eu simplesmente não consigo ler um livro sabendo que existe um livro anterior, me da bug rsrsrs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s