Resenha: ‘Canta Comigo – Kristen Proby’

Oi gente!! Estou de volta com a série da família mais amada de Seattle: Os Montgomerys. Se bem que Canta Comigo, quarto livro da série With me in Seattle, não trás nenhum Montgomery de sangue como personagem principal, mas outras pessoas importantes para a família que foram sendo apresentadas ao longo dos livros anteriores. A nossa mocinha é Samantha Willians, irmã mais velha de Luke, protagonista de Fica Comigo, o primeiro livro da série. Sam apareceu em todos os outros livros: Um Natal Comigo (1.5), Luta Comigo (2) e Joga Comigo (3). Já Leo Nash foi apresentado no segundo livro e depois no terceiro por ser ‘irmão’ de Meg. Confuso? Deixa que eu explico tudinho após a sinopse…

“O homem do momento, Leo Nash, da mundialmente famosa banda de rock, Nash, é a última pessoa na face da Terra em que Samantha Williams confiaria. Ela já aprendeu, da maneira mais difícil, o que é amar uma celebridade, e não deseja passar por isso novamente.Toda vez que Sam é rude com Leo, ele quer impedi-la de continuar com aquela atitude. O que ele fez com ela, afinal? Leo não está acostumado com as mulheres tratando-o como se fosse venenoso e não permitirá que Sam fuja cada vez que ele chega perto. Leo já teve o suficiente de pessoas correndo dele por uma vida inteira. E quando Sam quer fugir, ele quer persegui-la. Mas será que Sam é tão difícil quanto Leo pensa?A atração sexual entre eles é tão palpável que Sam pode praticamente segurá-la em sua mão, e não há como ela resistir à promessa de prazer que estar com Leo lhe proporcionaria.O problema é que o prazer sempre vem com a dor e, quando os segredos são revelados e a confiança é desafiada, a pergunta que fica é: quem vai correr e quem vai perseguir?”

canta (1)

Vamos apresentar os personagens e vocês entenderão que não tem nada de confuso, mas como estamos no quarto livro da série é muito provável que saia alguns spoilers de leve. Samantha é a irmã mais velha de Luke. Quando ela foi apresentada na série foi como uma grande cadela, mas ela acreditava que estava defendendo o irmão de uma mulher aproveitadora já que ele era o famoso ator e produtor Luke Willians. É claro que Natalie não tinha nada de interesseira e eles construíram uma família juntos.

Desde que Sam apareceu em Fica Comigo, a personagem se tornou amiga de Natalie e de todos da família Montgomery. Só que ela tem segredos, que mantém firmemente guardados de todos da família. Eles sabem que ela é uma mulher forte, determinada e independente, então eles respeitam a posição dela de não pedir ajuda. Sam ergueu muros muito altos e acha que não é merecedora do amor de sua família e nem dos novos membros que vieram com o casamento de Luke: Os Montgomerys.

Leo Nash é o famoso vocalista da banda Nash e se tornou irmão de Meg quando eles ainda eram dois adolescentes passando de um orfano para o outro. Leo sempre amou a música e acabou passando esse amor para Meg. Juntos, eles se tornaram irmãos de alma, e só se separaram quando Leo ficou famoso com a Nash. Anos depois, eles se reencontram quando Meg já namora Will Montgomery. Não vou dizer em que evento, pois seria um spoiler. É nesse reencontro que Leo conhece Sam e os dois começam a se alfinetar.

“Estou em uma sala com Leo Nash. O Leo Nash. A estrela do rock mais quente do país. E ele é muito sexy.”

Digamos apenas que Leo se torna um membro ativo da clã e com isso precisa conviver com a natural frieza que Sam demostra quando está na presença de alguém famoso. Ao longo do livro, nós vamos descobrindo o porque dela odiar estar na mídia ou até mesmo a possibilidade de se relacionar com alguém famoso. Só que Leo não está nem aí pra frieza dela e sempre que pode tenta derrubar o muro envolta dela. E ele finalmente consegue, quando descobre que ambos tem algo em comum: gostam de correr.

Os dois passam a correr juntos todas as manhãs e com isso a enorme atração entre eles só vai crescendo. Só que Sam não quer se envolver com Leo por ele ser famoso e também porque ele agora é um membro da família. Ela teme que as coisas não dê certo entre eles e família acabe não sabendo lidar com um fim de relacionamento. Leo mais uma vez não está nem aí para esta teoria de Sam e aos poucos vai mostrando que não só quer estar com ela como com toda a família.

Aos poucos Leo e Sam vão se conhecendo e passam mais tempo juntos do que separados. Quando Sam precisa ir a Los Angeles para uma entrevista de emprego, Leo a acompanha e decide montar sua base em Seattle agora que tem Sam e retomou seu relacionamento com Meg. Só que Luke não está aceitando muito bem esse relacionamento por saber da aversão de Sam por se relacionar com famosos. Leo precisará convencer que merece Sam e que eles são perfeitos juntos.

“Além de Samantha, não há nada que eu ame mais do que cantar. A emoção de ser cercado por milhares de pessoas cantando junto comigo as músicas que eu escrevi é melhor do que qualquer loucura induzida por drogas.”

O que eu mais gosto tanto em Canta Comigo como nos demais livros da série é a relação familiar que os nossos personagens prezam mais do que tudo. O Clã Montgomery só foi crescendo depois que Natalie se casou com Luke e agora que estamos no quarto livro da série podemos ver o quanto essa família cresceu. Sam e Meg trouxeram todos os Montgomerys e Willians para a vida de Leo, enquanto ele pode trazer toda a sua banda para a vida deles e assim se tornaram uma grande família unida pelo amor e respeito que sentem uns pelos outros.

Falando sobre os personagens secundários, Will Montgomery provou mais uma vez porque ele é o meu preferido. Ele e Meg são perfeitos juntos e tivemos um momento muito amor nesse livro que me deu vontade de ler mais sobre eles. Os dois ainda são meu casal preferido da série. A cada novo livro a família só vai crescendo e a gente vai se agarrando a todos eles. A série With me in Seattle é enorme, mas aqui no Brasil ainda estamos no quarto livro. O próximo será sobre Caleb, um dos Motgomerys que menos gostei e durante alguns momentos de Canta Comigo já percebemos que está rolando um clima com Brynna, prima de Stacy.

“- Você está feliz?
– Ah, Raio de Sol. Feliz nem começa a definir como me sinto.”

A diagramação da Charme é sempre maravilhosa. Fonte e espaçamento mais que confortáveis para a leitura além das maravilhosas páginas amareladas. A capa está linda, por sinal, a mais bonita da série até o momento. A narrativa é feita entre os dois personagens, mas a maior parte é feito por Sam. Canta Comigo só está disponível em formato físico, já os outros livros da série, que citei logo no início, estão disponíveis para leitura tanto em físico como em ebook. E quem tem assinatura do Kindle Unlimited pode pegar emprestado.

canta (2)

Canta Comigo é um livro extremamente erótico, já que Sam e Leo começam um relacionamento baseado na atração física, mas que ao longo da história vamos percebendo os muros de Sam caírem e vamos conhecendo o porque de Leo ser tão fechado para relacionamentos amorosos. O livro tem vários momentos engraçados de quando a família toda se reúne e pra mim, apesar de ter muitas cenas de sexo entre os personagens, achei os personagens com mais camadas a serem retiradas durante a leitura.

Temos um livro sobre um rockstar, onde o personagem é um cara super do bem e que se apaixona loucamente por uma mulher que aparentemente é fria, mas que tem um coração enorme. Um casal lindo e que merecia um final feliz. Pra quem gosta de um livro quente, mas muito engraçado e com uma família enorme, eu indico não só Canta Comigo, mas todos os outros livros. Deixo minhas 5 Angélicas e já me preparando para o SEAL Caleb Mongomery. CLASSIFICAÇÃO 5 ANGÉLICAS

21 comentários em “Resenha: ‘Canta Comigo – Kristen Proby’

  1. Oi, Dri! COmo vai?

    Dessa vez você vai me perdoar, mas essa história não me convenceu nem pela capa, embora você tenha gostado muito. De fato a diagramação parece muito bem feita, mas o enredo em si não me convenceu. Não tenho problemas algum com clichê, mas só de ler sua resenha e a sinopse a história me parece tão igual a outras que li, até mesmo nas características dos personagens e suas razões para “fugir” do amor.

    Dessa vez, passo.

    Bjão,
    Diego, Blog Vida & Letras
    http://www.vidaeletras.com.br

    Curtido por 1 pessoa

  2. Gostei pelo lado das relações familiares estarem muito presentes na trama, é uma temática que enriquece uma história . O universo musical também me chamou a atenção, mas o enredo como um todo não me cativou. Achei que faltou um algo mais que me despertasse a atenção, mas a resenha está impecável, como sempre aliás.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Ai Dri, me ajuda, né? Tô cheia de livro pra ler e tu me faz um resenha dessa sobre livro de Rockstar?
    Agora eu tô super curiosa pra ler toda a série!!! rs Que Deus me ajude!!!
    Eu já tinha tentado ler essa série antes, mas não tinha rolado pra mim. Mas acho que tava lendo errado porque parece ser muito boa!!!
    Eu amo séries que envolvem famílias que vão crescendo e mostrando um pouco de cada personagem a cada livro lançado. Com certeza vou pegar emprestado os primeiros livros da série pra saber mais sobre os Montgomerys rs
    Parabéns pela resenha! Maravilhosa como sempre! ❤

    Curtido por 1 pessoa

  4. Não conhecia mas logo de cara gostei dó nome do livro e da capa, e lendo um Suá resenha fique com vontade de conhecer mas sobre esse livro, assim q tiver um tempinho vou ver ser consigo ler

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s