A Hora do Chá ‘Perigo para um Inglês – Sarah MacLean’

Oi ooooi gente! A nossa Hora do Chá semanal chegou com a dose mais recente de Escândalos e Canalhas, aqueles que a gente tanto ama. Depois de Cilada para um Marquês e Amor para um Escocês, chegamos ao terceiro e penúltimo livro da série. Dessa vez, voltaremos a ter uma Irmã Perigosa como protagonista e teremos respostas sobre o porquê desse apelido. Antes de mais nada, confiram a sinopse…

Seraphina Talbolt é a mais velha entre as “Irmãs Perigosas” – título que ela e suas irmãs ganharam da Sociedade pela fama de fazerem de tudo para enlaçar homens da nobreza. Sera honrou o posto de perigosa quando conquistou o coração do Duque de Haven e o título de duquesa. Mas o que parecia ser a solução de todos os seus problemas e a realização de um sonho, se tornou tudo aquilo que ela jamais quis.
Desde o momento em que a viu pela primeira vez, o Duque de Haven acreditou que Seraphina Talbot era a mulher de sua vida. Mas quando descobre que ela o enganou, e então casados, sente-se traído e faz de tudo para se livrar dela. Até que após um episódio traumático, Sera foge e ele deseja nunca a ter afastado…
Três anos depois, a duquesa ressurge durante uma reunião na Câmara dos Lordes, causando alvoroço, surpreendendo o duque e exigindo o que ninguém esperava: divórcio.
Determinado a pôr um basta nessa situação e a reconquistar sua esposa, o Duque de Haven arma um plano inteligente para tê-la de volta em seus braços. Mas Sera estará disposta a abrir mão de sua liberdade para ficar com o marido que a tanto magoou?

Seraphina, Duquesa de Haven, fugiu de Londres depois do fim de Cilada para um Marquês. Para quem não se lembra bem, Sera é a irmã Talbot mais velha e quem Sophie defende com tanta força em seu livro, causando seu grande escândalo. É também a mais velha das Perigosas que aconselha a mais nova a confessa seu amor por Rei. Sera sente na pele o que é não dizer o quanto ama o homem que tem perto de si.

466

Depois de um traumatizante fim de gravidez, que nos trás lágrimas aos olhos, com tamanho sofrimento, Seraphina foge, sem deixar rastros, nem notícias para a família. Ela perdeu algo muito importante, não tinha esperanças de um futuro, muito menos tinha o amor de Malcom, Duque de Haven. Ou, pelo menos, era isso que ela acreditava.

– Duquesas não abandonam duques – ela explicou pela décima vez. Pela centésima. – Com certeza não sem antes de fornecer um herdeiro.

A verdade é que Malcom sempre amou a jovem que o afrontou assim que o conheceu, numa sacada, enquanto ela falava mal do amor. Em vários encontros escondidos, nas trocas de olhares e sorrisos, na entrega dos corpos. Só que tudo mudou quando Seraphina, por medo, criou uma armadilha para prender o homem que amava, fazendo com que ele e toda sociedade acreditasse que ela estava interessada no título. Fazendo nascer, assim, o apelido das Irmãs Perigosas.

Malcom foi tomado por divers atitudes – inclusive a que ocorre no livro de Sophie -, que castigam e afastam os dois, culminando na fuga de Sera. O ponto, é que quando a duquesa fugiu, foi quando o duque estava pronto para pedir que eles esquecessem as mágoas do passado e recomeçassem. Só que ela fugiu, ele a procurou durante esse tempo e quase três anos se passaram. E, quando Mal se preparava para mais um verão em busca da mulher amada, Seraphina surge no Parlamento pedindo algo inacreditável: o divórcio.

– Nós mulheres nem sempre conseguimos o que desejamos – ela disse, e havia certo anseio em sua voz. – Com frequência somos criticadas se vamos atrás do que queremos.

Sera tem um objetivo: sua liberdade. E junto com ela, os papéis que a tornam dona do Cotovia Canora, a taverna que ela abriu com seu melhor amigo e sócio, Caleb Calhoun, um americano, que a apoiou logo que ela chegou em Boston, após fugir de Londres. Juntos, eles construíram várias tavernas. Mas o relacionamento nunca passou da amizade. Não sei a nossa mocinha não esteja disposta a deixar todos acreditarem que ela foi infiel, para poder conseguir a separação.

Mas, Malcom tem um plano. Um plano muito maluco, mas que ele acredita que dará tempo para reconquistar o amor de sua esposa. Ele propõe que ela volte para a Mansão Higley e escolha a mulher que irá substitui-la como duquesa. Ele escolhe quatro jovens que vão acompanhadas para a Mansão, mesmo que ele não tenha intuito de escolher nenhuma delas. Já Seraphina, aceita a missão, mas não vai sozinha. E nossas queridas e amadas cinco Irmãs Perigosas se reencontram e estão prontas para fazer a vida do Duque de Haven um verdadeiro caos.

Talvez porque na paixão, eles enxergaram a verdade: que os dois combinavam perfeitamente em força, poder e desejo.

E, todos os moradores da mansão irão passar por turbulentas emoções, enquanto Seraphina e Malcom vão exorcizar seus fantasmas do passado e, enquanto ela tenta resistir aos próprios sentimentos; ele vai deixar os seus as claras para todos que quiserem ver. O ponto principal, é se eles serão capazes de superar todos os problemas que passaram, todas as mágoas que infligiram um ao outro e se o amor é o suficiente. E até onde ambos podem ir para conseguir o que querem e deixar o outro feliz.

Chega de falar da história, porque há uma linda magia em ir descobrindo como essa trama se desenvolve. Mas, vamos falar dos personagens. Seraphina foi a minha surpresa. Quando a conhecemos, ela acaba de passar por algo péssimo,  mas, todo sofrimento ainda era pouco perto do que viria. Mas, no meio da dor, ela consegue começar a ser livre, a cantar. E vai ser daí que ela irá tirar forças para voltar.  Ela tenta resistir, tenta negar o que sente e o que quanto Mal é capaz de abalar suas estruturas, mas é em vão. O maior problema dela é o negar das situações. É ela saber que ela vale muito, que ela é uma mulher incrível, que seria capaz de ser o grande amor daquele homem.

– Eu quero que você seja minha. Eu a quero para sempre. E, droga, eu tenho você. Sempre a tive. Eu nunca deveria ter hesitado. Deveria ter lhe dado tudo. O título, o casamento, tudo. Eu queria. Ainda quero. Quero voltar e começar de novo.

Já Malcom nos surpreende de cara. Nós o conhecemos da pior forma possível, a raiva vem desde o primeiro livro. Mas, ele quebra nossas pernas. O homem foi apaixonado pela aquela bela jovem desde o início, mas era cético com o amor devido aos pais. Quando ele acreditava ter encontrado um amor puro e verdadeiro, toda a arapuca acontece. E piora quando Haven descobre um outro segredo e no meio de uma festa. Sim, se preparem para entender as atitudes do duque naquela festa em Cilada para um Marquês. E, aquele homem vai nos conquistando a cada página. O quanto a ama, o quanto está arrependido, o quanto ele quer recomeçar. E só nos resta torcer para que o admirador de mitos gregos, não encontre a tragédia e sim a felicidade.

E ai, temos as divônicas Irmãs Perigosas. Sesily, Sophie, Seleste e Seline são as melhores irmãs que Seraphina poderia ter. Elas estão dispostas a ficar longe de seus maridos e filhos, para poder apoiar a irmã. Além de estarem prontíssimas para defendê-la, se necessário. E claro, terem prazer em poder torturar Haven, sempre que possível. São hilários os momentos que ele fica chamando elas de ‘bruxas’. Some essas quatro, mas as pretendentes que também estão naquela mansão, mas seus familiares e a confusão está armada. Mas, as quatro jovens que, supostamente, estariam competindo pelo posto de Duquesa, são super queridas e vão conquistar a todos. Ah, fora Caleb, que mesmo enfrentando o punho de Mal, decide ficar na mansão também haha. É muita gente reunida, prontas para muitas confusões.

– Meu senhor, nunca diga a uma irmã Talbot que ela não é escandalosa. Está se arriscando a nos ofender.

Preciso dizer que Sarah se superou nesse livro. Eu estava com muita vontade de saber a história desse casal, desde o momento que Sophie empurrou Haven no lago. Ela trás uma história profunda, de um amor bonito, mas com seus lados feios também. Com os erros, as mágoas, as tristes lembranças. Mas o frescor do recomeço, da segunda chance, do amor ser o que nos guia. Ela trás esse lado mais dramático, mas com doses incríveis de comédia. Ela sabe balancear perfeitamente o caso. Nosso coração fica lotado de emoções, inclusive ansiedade para as próximas páginas. Os personagens são maravilhosos, desde os protagonistas, até os coadjuvantes. Eu to numa dúvida gigante se eu amei mais o primeiro ou esse.

467

A diagramação é daquelas “simples, mas linda”. A autora se inspirou em revistas de fofoca, entãão, cada abertura de capítulo parece uma manchete desse tipo de notícia. É como se existisse mesmo um periódico de fofoca, com o nome ‘Escândalos e Canalhas’, nos contanto as peripécias dos nossos mocinhos, dando nomes dignos de babados. No final, a autora ainda trás uma nota, para contar mais sobre sua inspiração para o livro. As folhas são amareladas, com letras e espaçamento ótimos para a leitura. Além de outra capa lindíssima!

O terceiro livro de Escândalos e Canalhas vem para nos reconquistar e nos prender com mais força a escrita da Sarah. Entre lágrimas e risos, Perigo para um Inglês arrebatou meu coração e as cinco Angélicas. Agora me resta a maior ansiedade do mundo para a mais doida das Irmãs Perigosas, Lady Sesily.

CLASSIFICAÇÃO 5 ANGÉLICAS

 

11 comentários em “A Hora do Chá ‘Perigo para um Inglês – Sarah MacLean’

  1. Não sei se eu teria paciência de embarcar nesse tipo de série. Até leio coisas mais românticas, mas essa não me atraiu muito. Gostei bastante das páginas simulando notícias no jornal.
    Parabéns pela resenha bem escrita e cheia de detalhes, coisa rara.

    Curtir

  2. Oi Raíssa, tudo bem?

    Uau, que enredo é esse?! Já vi alguns comentários dessa série e sempre fiquei bem curiosa, mas agora já quero ler o quanto antes. Adorei o fato dos personagens terem tantas mágoas do passado perpassando sobre os dois. Amo quando conseguimos mudar nossa percepção de um personagem, seja de um livro para outro, ou ao longo de um único livro. Fiquei querendo conhecer essas irmãs, e como culminará a história da Sera. Como sempre, sua resenha me prendeu. Quero muitoooo!

    Beijos!

    Curtir

  3. A beleza do amor também pode estar no recomeço, deixar as mágoas pra trás e iniciar uma nova jornada a dois. O enredo é sensacional, recheado de acontecimentos emocionantes! O amor e a solidariedade entre as irmãs é outro ponto alto. Amei a resenha, como sempre muito bem escrita e detalhada, nos faz viajar na história 😊

    Curtir

  4. Li recentemente esse livro! confesso que gostei muito mais desse do que do primeiro! meu coração pulsava a cada pagina era um mix de emoções que me transportou para historia, gosto bastante de livros que fazem isso com o leitor!
    bjos

    Curtir

  5. Olá!
    Lembro que li um resenha de um livro da autora aqui e gostei muito. A cada resenha fico mais curiosa para me aventurar nesses romances de época e conhecer a escrita da Sarah. Adoro quando os personagens vão nos conquistando e vamos os conhecendo melhor. Dica anotada e espero ler em breve essa série.

    beijos!

    Curtir

  6. Adorei essa hora do chá, parabéns pela página, PERFEITA! (。♡‿♡。). Estava relendo essa maravilhosa trilogia da Sarah. E Sesily talbolt vem esse ano. Nem acredito, em agosto, espero q superem nossas espectativas.

    Curtir

    1. Obrigaaaada! É muito bom ler um comentário assim! Ai, eu ando louca pra reler ela também, principalmente com Sesily pronta para chegar arrasando com a gente.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s