Resenha: ‘Não Fuja! – FML Pepper’ 

Oiiii oi gente. Estou de volta com a trilogia Não Pare publicada pela editora Valentina. Hoje trago a resenha do terceiro livro, que nos dá um encerramento da aventura de Nina e suas descobertas. Já deixo avisado que por ser uma continuação, vão conter alguns spoilers do livro anterior, mas tentei ser o mais vaga possível. Dito isso, confira a sinopse: 

“Ciente do tempo que se esgota e em meio à sangrenta batalha que se desenvolve em seu coração, Nina parte em busca de suas verdades.
Mas… que direção tomar quando o caminho é sem volta?
Disposta a lutar pelas respostas que a consumiram durante toda a vida, ela resgatará a força que guarda dentro de si para enfrentar seus fantasmas.
E vivenciar o amor em seu mais puro estado.
Presa em uma teia de traições, lendas e sofrimento, Nina descobrirá, para sua grande surpresa, que o poder transformador que penderá a balança para o bem ou para o mal sempre esteve perigosamente ao seu lado.
Sobre a tênue linha que separa a vida da morte.
Sua sobrevivência representará o extermínio, mas como aceitar a morte agora que se sente viva pela primeira vez na vida?”

No livro anterior, Não Olhe, vimos que Nina descobriu que Richard sempre a protegeu desde o início e que tudo o que fez horas atrás, de chamá-lo de mentiroso e o mandar embora, foi totalmente injusto. Eles conversaram e se acertaram, mas Richard, que está ali para levar Nina para o portal que leva à segunda dimensão, está muito machucado e não consegue os proteger dos zyrkinianos que aparecem para pegar Nina.

Richard luta com todas as forças que lhe resta para que Nina consiga atravessar o portal, mas Kevin (lembram-se dele? O cara bonzinho que demonstrava interesse em Nina no primeiro livro, mas que de bonzinho não tinha é nada) aparece e junto com ele, Shakur, deseja se vingar de Richard pela traição.

Nina, que não queria fugir sem Richard, acaba percebendo que o melhor é ir embora dali depressa, mas quando ela está quase atravessando o portal, Kevin lhe mostra uma fotografia dela com a mãe, Stela, e um homem que ela não reconhece. Só que isso não é o baque de fato e sim que, no verso, está a foto de Stela, abatida, montada em um cavalo, em um cenário que indica que ela está viva e está em Zyrk. Nina então tem a certeza que não pode ir embora com a possibilidade de encontrar a mãe.

“Era a hora de enfrentar meu futuro e compreender meu passado.”

Não Fuja começa exatamente neste momento, com Nina tendo uma lembrança de um sonho que ela sempre teve mas que agora tem certeza de que é real, e ela se lembra que o homem na foto com ela e sua mãe se chama Ismael. A partir daí queremos descobrir tudo o que está por trás dessa foto. Na lembrança de Nina, ela chama Ismael de pai, mas ela não se parece em nada com ele e sim com seu avô, então quem é esse homem? Não demoramos muito para descobrir.

Nina é puxada de volta a realidade quando Napoleon e seu temido grupo aparece. Ele é um mago e faz parte do Grande Conselho, que tem como líder Sertolin, a maior autoridade em Zyrk, e eles não gostaram nada da bagunça que criaram com toda essa história. Napoleon leva Nina e Richard para Sansalun, onde Nina ficará até ser marcada uma nova data para sua morte e Richard foi condenado ao Vértice, por tudo o que fez.

Antes, ele terá que se curar para poder procriar. Isso mesmo que leram. Eles querem que Richard tenha um filho antes de morrer, para se tornar o maior soldado que Zyrk já teve. 

Em contrapartida, eu fui surpreendida com o caminho que a história tomou e a trama paralela que se desenvolveu. Para sabermos tudo o que Ismael significa e o motivo por trás daquela fotografia, nada melhor do que o próprio para nos contar tudo desde o início não? E é assim que mudamos o narrador e temos Ismael nos contando os acontecimentos de dezessete anos atrás. Eu não irei dar detalhes para não contar demais, mas esse detalhe realmente me prendeu e eu adorei todo o desenrolar a partir daí. Fora o desencadear de revelações que teve início antes mesmo de Nina nascer. 

Quando voltamos para Nina, vamos ver ela tentando escapar de Sansalun. Ela precisa encontrar sua mãe e nossa híbrida tem a certeza de que Stela está em Marmon. Com a ajuda de quem eu nunca imaginei que poderia ajudar, Nina e Richard embarcam em uma viagem rumo a Marmon. Eles preveem perigos a caminho, mas nada poderia prepará-los para as descobertas que fariam.

“Meu estômago congelou. Eu não afundava apenas, estava em queda livre e em altíssima velocidade. Um precipício sem fim, meu corpo despencando em um buraco negro de culpa e angustia, uma queda para sempre.”

Uau. Eu confesso que fiquei chocada com as reviravoltas que o livro teve durante toda essa aventura. Teve um momento que eu fiquei tão chocada que tive que fechar o livro por um momento. Quem está acompanhando as resenhas aqui no blog sabe que o primeiro livro não me pegou tanto assim e que o segundo melhorou, mas ainda não tinha roubado meu coração. Não Fuja reuniu tudo de melhor e nos apresenta uma história incrível. As descobertas em relação a Nina, a Richard e a uma certa pessoa que eu não posso revelar, foram muito envolventes e eu fui me prendendo e gostando do livro a cada página.

Nina teve um crescimento enoorme durante toda a trilogia. Nesse livro ela está totalmente dona de si mesma. Ela sabe o que ela é, o que ela representa, quais são os seus poderes e o que ela realmente quer. Ela está focada, preparada e não se mantém forte mesmo quando a situação pedia que ela se encolhesse em posição fetal. Extremamente corajosa, diferente da menina injênuao começo. Eu adorei sua evolução e terminei o livro muito satisfeita com ela.

A mesma coisa aconteceu com Richard. Ele não tinha provado para mim ainda ser uma pessoa confiável mas nesse livro eu consegui tirar todas as dúvidas que eu tinha em relação a ele logo de início e compreendi, assim como Nina, tudo o que o levou a fazer o que fez. E o motivo não poderia ser mais lindo, afinal para um ser que é criado para ser um assassino frio e não sabe o que é o amor, se apaixonar já é um belo milagre. Eu consegui me apegar a ele nesse livro e pude torcer fervorosamente para que ele e Nina conseguissem seu final feliz.

Alguns personagens retornaram e outros tiveram sua estreia neste livro, mas cada um com sua parcela de destaque na história. O que mais me chocou foi Shakur e vocês vão entender o motivo quando lerem. Nina teve ajuda de seus aliados firmados anteriormente e que tiveram grande importância. A forma como toda a batalha final se forma foi muito bem construída e gostosa de se ler. Os momentos finais me deixaram até um tanto desesperada pra logo depois me deixar com o coração aquecido. 

A diagramação segue o padrão dos livros anteriores com páginas amareladas e fonte e espaçamentos ideais para uma leitura confortável. Essa capa juntamente com o título representam muito a Nina neste livro. Claro que a intenção sempre é essa, mas às vezes isso não acontece. Não foi o caso aqui. ‘Não fuja’ é exatamente o que Nina diz para si mesma desde o começo do livro, então casa perfeitamente com a trama.

Eu comecei essa trilogia um tanto desmotivada e terminei muuito contente com a evolução que encontrei. Tanto na escrita quando na trama. As coisas vão fazendo sentido aos poucos e tudo parece certo no mundo depois rs. Teve alguns detalhes que ainda não me agradaram muito mas dessa vez não foi o bastante para interferir na minha opinião positiva do livro. *momento chocante rs*. 

Vou deixar minhas 5 Angélicas pra essa história e indicar essa trilogia de coração. Eu gostei bastante do desfecho e acredito que é uma boa série, se você procura uma fantasia diferente do habitual para se aventurar. Mas não pensem que acabou. Semana que vem eu volto com Máscaras, que traz histórias da trilogia e outras coisitas. Até!

CLASSIFICAÇÃO 5 ANGÉLICAS

9 comentários em “Resenha: ‘Não Fuja! – FML Pepper’ 

  1. Olá! Tudo bem?
    Se eu for contar as vezes que eu já estive frente a frente com esse livro, e quando ia começar mudava de ideia, passp o resto do ano fazendo os cálculos. Já vi algumas resenhas do primeiro livro, e não me prendeu a nada.
    Agora, lendo a resenha do terceiro livro, fico um pouco mais animada para começar. HAHAHA Talvez eu até comece por ele.
    Parabéns pela resenha, com toda certeza esse livro voltará para a lista. E tu realmente soube se conter nos spoiller, acabou sendo uma leitura bem tranquila.

    Um cheiro,
    Utopia
    http://www.utopiavk.blogspot.com

    Curtir

  2. Cara, acredite se quiser, quando essa autora estourou, eu via os livros dela em tudo que era post no instagram, no facebook, em tudo! Mas ai eu fui tentar ler o 13 e o livro não me prendeu de jeito nenhum, ai eu acabei ficando sem coragem de ler os outros porque a maioria das resenhas que eu li, falam que precisa sim ler o primeiro pra entender alguns aspectos dos outros livros.
    Acabou que até hoje os livros tão encostados na estante (comprei todos numa promoção) e até hoje não li. vou criar vergonha na cara e terminar de ler. É isso.

    parabéns pelo trabalho! ❤

    Curtir

  3. Não li nada dessa autora, mas não sei se essa trilogia me encanta o bastante para me convencer a ler. Pode ser que seja meu momento nas leituras, mas por enquanto deixo a dica anotada para mais para frente, embora muita gente ama a escrita dela e a trilogia Não Pare.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    Curtir

  4. Oi Anna, tudo bem?

    Acompanhei as suas outras resenhas e tinha visto o quanto ainda faltava para a obra te arrebatar, então saber que este foi surpreendente e que te proporcionou um bom momento na leitura, me deixou mais animada. Li o primeiro volume dois anos atrás, mas ainda não dei prosseguimento. Sua opinião positiva me deixa ansiosa, principalmente em relação as reviravoltas. Enredos que proporcionam estas mudanças no decorrer da história e nos trazem mais um narrador, sempre me conquista. Adorei!

    Beijos!

    Curtir

  5. Fico triste quando leio uma resenha de um Livro e/ou autor que desconheço. A gente fica sem ter muito o que comentar, né… Mas confesso que o teu entusiasmo nesta última resenha dessa trilogia me deixou empolgada para mergulhar na sua leitura. Fantasia não é o meu gênero favorito, mas gosto de dar chances a novas estórias.
    Parabéns pelo post!

    Curtir

  6. Hum… Apesar de ter curtido muito a sua resenha e achar a história super interessante, não seria algo que eu leria. Mas isso porque eu não consigo ler séries ou trilogia, não sei o que acontece. Tenho um bloqueio muito grande! Mas a sua resenha está ótima, beijinhos!

    Curtir

  7. Que demais essa série, é um estilo que curto bastante quando estou no clima, confesso que só leio série já finalizada pq sou muito ansiosa pra esperar continuação, então já ta na lista.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s