Resenha ‘Americano Protetor – Aline Sant’Ana’

Oi ooooi gente! Hoje eu vim trazer uma resenha mais curtinha do que o habitual, mas é porque venho falar do novo conto lançado pela Aline Sant’Ana, pela Editora Charme. Ela é bem falada aqui no blog com a série Viajando com Rockstars e com a outra série de contos De Janeiro a Janeiro. Agora ela chega com Sem Fronteiras Para o Amor e nós vamos falar sobre a primeira história e como surgiu essa ideia. Então, vamos a sinopse e depois vou comentar

Quando recebi uma chamada na rádio para atender um possível arrombamento, eu esperava lidar com qualquer coisa. Sendo policial, você sabe, a cidade pode ser bem perigosa quando quer.
Eu estava preparado para tudo.
Só não esperava me deparar com olhos azuis que me fizeram perder o fôlego.
Aquela mulher era linda.
Você deve estar se perguntando agora: ele pegou o telefone dela?
Não.
Fazia anos que eu não me permitia sentir isso. Anos que me afastei e me enfiei em uma concha. Há uma série de fatores que me impedem, sabe? Eu tenho uma filha, o grande amor da minha vida, e me envolver com alguém requer envolver a minha filha também.
Todos os porquês passaram pela minha cabeça, e aí eu fui embora.
Mas a vida é engraçada.
Eu não fazia ideia de que os nossos caminhos se cruzariam de novo.
E, dessa vez, vai ser difícil fingir que Hannah Davis não mexe comigo.

A história começa com Hannah nos apresentando sua calma rotina e preparação de aula para suas pequenas crianças. Diferente de sua melhor amiga, ela quer ficar em paz e no conforto de sua casa. Mas, isso não vai durar. Logo quando se deita, Hannah escuta um barulho de vidro se quebrando e acaba descobrindo que sua casa está sendo invadida. Então, ela corre para se esconder e ligar para a polícia.

Quem atenderá esse chamado é Will. Ele sabe que já deveria estar encerrando seu turno e se encaminhando para casa, mas resolve atender aquela ocorrência. Chegando lá, ele se depara com a cena e procura o morador encontrando Hannah. Ela dará conta do que está faltando, enquanto pensa nos seus planos de aula, e ficará desolada.

Quando se foi, meu coração parou o ritmo frenético. Ele tinha mexido comigo, de verdade. E eu sequer sabia o seu primeiro nome.

Antes de ir, Will, que está encantado pela bela mulher, lhe oferece ajuda para dar conta da bagunça em que a sala se encontra e tentar dar um jeito de arrumar a janela que foi quebrada. Inclusive oferece os serviços de seu irmão. Ambos sentem aquela forte atração, mas cada um com seu motivo, resolvem deixar a oportunidade passar. Ainda que, depois, fiquem pensando um no outro; vendo se conseguem notícias por terceiros.

536

Mas o destino tem um jeito engraçado de lidar com as coisas. Como já insinuei lá em cima, Hannah é professora de crianças. E Will é pai de uma linda menina, a pequena Liz. Ela sofria bullying em sua antiga escola, devido a uma marca que ela tem no rosto. Com isso, seu pai super protetor, decide trocá-la de escola e será assim que ele irá reencontrar a mulher que mexeu com seus sentimentos em muito tempo.

Enquanto vai conquistando Liz, Hannah acaba conquistando cada vez mais Will. Mas, agora basta saber se eles irão superar os problemas que ambos tem e se vão se dar uma chance de serem felizes juntos e deixarem a pequena menina ainda mais feliz.

Eu soube, naquele momento, pelas batidas do coração, pela velocidade dos acontecimentos e por todas as palavras ditas: estava apaixonado por Hannah Davis.

Vou dar um stop no meu falatório, porque o conto é beem curtinho e não quero entregar tudo. Então, vamos aos personagens. Hannah é alguém que nos ganha de cara. É lindo de ver o carinho que ela tem pelos alunos, o amor, a paciência. Ele teve muitos problemas quando mais nova, mas não a transformou numa pessoa amarga. Quando conhece a pequena Liz, se conecta de cara e nasce uma linda relação entre as duas, enquanto nós torcemos que o mesmo acontece entre ela e Will.

537

Will é outro que nos ganha assim que se apresenta. Ele é um policial dedicado a profissão, mas que se sente mal por não acabar não ficando mais com sua filha. Ele tem uma história difícil sobre a relação com a mãe de Liz e isso o marcou profundamente. Acabou nunca assumindo um novo namorado, pensando em sua filha. Mas, isso começa a mudar quando Hannah entra em sua vida e da pequena. Ele vai abrir seu coração e ser fisgado.

Mas, a mais especial dessa história é Liz. A pequenina é um ponto de luz até na nossa vida. Tão novinha, já passou por muita coisa ruim, mas com a chegada no novo colégio, tudo começa a mudar. Ela ganha amigos, se torna mais confiante e feliz, além de ter Hannah como alguém que admira e ama. Talvez seja por meio dessa pequena que os adultos irão se ligar mais ainda.

Talvez Will não soubesse que, ao me proteger naquela noite, estava salvando a nós dois.

Falar que a escrita da Aline nos conquista desde a primeira linha e ser super repetitiva, já que eu falo isso em toda a resenha. Mas ela, de fato, nos envolve na história e faz com que a gente só queria continuando lendo. Particularmente, acho que o livro tem um defeito: ele acaba! Eu só queria mais, um tiquinho mais. Seria pedir muito? haha Eu li tão rápido, que depois bateu o arrependimento de não ter curtido mais cada linha. Se preparem para frases lindas, muito amor, muita fofura infantil e uma vontade de querer ler mais. Como já disse, o conto é beeeeem curtinho mesmo, de forma que a gente lê de uma vez só.

Sobre a série, preciso dizer que é um jeito muito fofo da Aline agradecer as suas leitoras. Para quem não a conhece e nem faz parte de seu grupo, Sem Fronteiras Para o Amor, nasceu após ela sortear 12 leitoras, que puderam escolher o país onde queriam que a história se passasse, os atores para avatares, nome dos personagens e até música para inspiração. É bem especial o carinho que ela teve em construir tudo isso. É mesmo um presente. Quem não ia querer que sua autora favorita fizesse um livro como você imaginou, não é mesmo?!

535

Sobre a diagramação, a Editora Charme, como sempre, teve todo cuidado, mesmo sendo apenas em ebook. Cada capítulo começa com um pouquinho da capa e com o nome de quem o está narrando, Will ou Hannah.

Americano Protetor levará as cinco Angélicas, enquanto eu fico na ansiedade para saber qual é o próximo país que Aline nos levará e como será o nosso próximo crush. A nova publicação chega em março, afinal, os ebooks serão lançados de 2 em 2 meses.

received_1224374384350116.png

9 comentários em “Resenha ‘Americano Protetor – Aline Sant’Ana’

  1. Aaaaaai socorrinho, Raí!!!
    Como parar de amar os livros da Aline? Eu tô mega atrasada pra ler os últimos lançamentos dela e ao ler sua resenha, tô brigando muito comigo mesma por ainda não ter parado pra ler esse conto lindo.
    Eu já fiquei apaixonada pela pequena Liz, só na resenha. Ela parece ser daquelas crianças que a gente quer guardar num potinho e levar pra casa, pra encher nossa vida de luz.
    E eu já quero saber mais sobre o Will e a Hannah. Vou ter que dar um jeito de conseguir encaixar esse conto no meu cronograma literário hahaha
    Aline é muito arrasiane!!!

    Bjooooo ❤
    https://almde50tons.wordpress.com/

    Curtir

  2. Que história mais doce e sensível, impossível não gostar! A pequena Liz é uma graça, uma criança que ilumina a vida de todos que a cercam. Quando menos se espera o amor bate à porta, foi o que aconteceu com Hannah e Will ❤

    Curtir

  3. Oi Raíssa, tudo bem?

    Tinha lido outra resenha sobre a obra dia desses e já tinha baixado na Amazon, está apenas me esperando no kindle. Sua opinião sobre a obra me deixou com mais vontade de ler e vou tentar fazer isto hoje mesmo. Gosto do fato do Will ser um personagem que nos conquista e ter esse cuidado gigantesco com a filha. Normalmente, essas histórias com crianças são meu ponto fraco e conseguem arrebatar meu coração por completo, porque traz uma delicadeza que amo. Arrasou na resenha e já vou ler!

    Beijos!

    Curtir

  4. Menina não conheço a autora, nem a série, mas achei a história um doce 🙂 Eu gostei muito do Wiil, ele tem um quê de homem, que vai além de proteção, alguém que pensa no bem da filha além de si. E achei bem válido a autora mostrar esse lado. Liz parece uma criança muito incrível, a descrição me dixeou curiosa para saber como ela liga os dois. Linda resenha. Abraços!

    Curtir

  5. Oi, tudo bem?
    Cara, dizem que os contos dessa mulher são super legais né? Eu particularmente nunca li, porque o que me cativa é a capa e eu ainda não me encantei por nenhuma. Mas gostei da dica, apesar de não fazer o meu estilo, vou recomendar pras minhas amigas que curtem! Adorei as fotos!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s