Resenha ‘Internacional Guy vol. 4 – Audrey Carlan’

Oi ooooi gente! Hoje vim trazer a resenha do quarto e último livro da série Internacional Guy, junto das últimas três cidades onde os nossos amados meninas vão levar seus serviços. Mas, eles também terão que lidar com alguns problemas sérios em suas vidas pessoais. Nossa viagem está chegando ao destino final agora junto de mais romances, mais casais, mais problemas e todo um futuro. Só que antes de mais nada, vamos a sinopse…

O último volume da série da mesma autora de A garota do calendário. International Guy é a agência de Parker Ellis, um dos maiores especialistas do mundo em vida e amor, que tem como missão ajudar as mulheres em questões tão diversas quanto se sentir sexy e poderosas, aprender a administrar um império empresarial ou conquistar o homem dos seus sonhos. Parker e seus dois sócios atendem mulheres ricas do mundo todo, como atrizes de Hollywood, membros da realeza e CEOs de multinacionais bilionárias. E, às vezes, eles não podem evitar que as coisas esquentem e vão parar na cama de suas clientes. Literalmente. Parker adora sua vida de playboy e não está procurando compromisso. Afinal, há um mundo inteiro à sua frente: os negócios o levam de Paris a Milão, de Berlim ao Rio de Janeiro. Mas, conforme ele pula de cidade em cidade ― e de cama em cama ―, é possível que acabe encontrando mais que sexo ao longo do caminho… A jornada de Parker e seus sócios está chegando ao fim. Acompanhado de Skyler e Bo, ele vai para a colorida Madri transformar uma jovem cantora em uma estrela. Já no Rio, com parte da família e da agência, o executivo ajuda Dennis a resolver um grave problema em sua empresa ― e em sua própria família. A parada final é Los Angeles, onde uma surpresa inesquecível aguarda Parker, um respiro bem-vindo depois de toda a dor que ele, Skyler e o restante da agência enfrentaram nos últimos tempos.

585

Vou começar essa resenha dizendo que não será fácil falar das aventuras finais de toda essa turma. Esse livro é uma bomba de spoiler, até porque as três últimas histórias são juntas. Mas vou tentar o máximo.

Nosso reencontro com os personagens começa com Skyler em seu apartamento junto com os cachorros que adotou com Parker depois do caso de Washington. Sua melhor amiga Tracey aparece de surpresa e com muita conversa negativa sobre o relacionamento de SkyPark. Mas, ela não vai ter muito tempo para se criar, já que Parker chega, já convidando Skyler para ajudá-lo com um caso em Madri.

Dessa vez, o caso é para ajudar uma cantora em ascensão. Juliet é uma jovem de 19 anos, com voz de anjo. Mas está longe de ter a aparência considerada “adequada” para uma estrela do mundo pop. Ela não tem quase auto estima nenhuma, mas sua irmã Violeta consegue enxergar o quanto ela é especial, se tornando sua maior apoiadora. A gravadora contrata os serviços da IG para que Parker e Bo possam cuidar desse lado da carreira dela. Mas, os dois junto com Skyler, não vão aceitar todas as ideias absurdas que o contratante quer.

– Você vai se esforçar conosco para tornar esse sonho realidade? – pergunto. – Porque existem três coisas de que eu tenho certeza neste mundo: nada é de graça, nada é garantido, e é preciso muito trabalho e sacrifício para tornar esse sonho em realidade. 

Enquanto eles vão ajudando a Juliet a descobrir qual caminho a seguir, como se vestir e como investir até em seus defeitos para brilhar, nós vamos vendo a menina ir adquirindo confiança, principalmente com o incentivo da Skyler. E, como sempre, é muito bonito como toda a equipe sempre foca em fazer uma mulher desabrochar sem intervenções, apenas valorizando o que ela é.

E, enquanto atendem mais um cliente, Parker e Skyler precisam lidar com as ameaças cada vez mais frequentes e perigosas do stalker que está atrás dele. Nomes estão sendo colocados na roda e deixando o nosso mocinho meio cego. Para se defender e defender a mulher que ama, Park pode cometer alguns erros e injustiças com pessoas que são, de certa forma, inocentes.

Mas, por outro lado, Skyler vai ter revelações sobre algumas situações do seu passado, além de ver o perigo real mais perto. A pessoa que está ameaçando vai atacar o apartamento dela e a casa de Parker, colocando muita gente em real perigo, depois de uma grave armadilha.

586

Depois do susto que tomaram com os ataques de seu stalker, que levaram Parker e Nate – segurança da Skyler – para o hospital, o medo vem ainda mais forte e medidas mais drásticas serão tomadas. Paul não vai deixar seu irmã e cunhado desamparados e vai se tornar a nova sombra deles. A investigação sobre quem está aterrorizando nossos personagens queridos vai ficar ainda mais ariscas.

E já que Parker não sabe lidar muito bem com todo perigo que Skyler está correndo, além de si próprio, sem contar que a segurança dela está presa no hospital, Paul acaba dando a ideia para o próximo caso que a IG pode trabalhar. A empresa de Dennis, no Brasil, está passando por situações esquisitas e nada melhor que a família para poder ajudar.

– Se tem algo que sei que é verdadeiro nesta vida é que cada um de nós tem que ser honesto consigo mesmo. Esquecer as obrigações familiares. Quando você pega a mãe da pessoa certa, da pessoa que te ama com todo seu ser, se torna sua família. Todos os outros são secundários. 

Então, junto de Paul, Dennis, Skyler e Royce, Parker acaba desembarcando no Rio de Janeiro. Entre alguns passeios, provar nossas deliciosas iguarias culinárias e relaxar longe dos perigos que os cercam, vamos ver Royce tentando desvendar o que está acontecendo com a empresa, enquanto podemos ver que a relação com a família de Dennis não é nem de longe parecida com a da família do Parker.

Vamos ter momentos difíceis, onde Paul acaba sofrendo ao chegar na casa da família do namorado e ser mal tratado. Eles não aceitam o relacionamento entre os dois homens e muita coisa ruim acaba sendo dita. Obviamente, Parker não vai aceitar esse tratamento ao seu amado irmão e vai falar bastante coisa.

E quando Royce conseguir desvendar o grande mistério sobre o que está acontecendo na família do Dennis e o mesmo tomar uma decisão que vai mudar sua vida, todos irão receber um nova notícia bombástica: outra pessoa que amam foi atingida pelo stalker da Sky e de forma ainda mais drástica. E, não só isso, mas vamos descobrir quem é a pessoa que está aterrorizando a todo e o motivo pelo o qual está fazendo tudo isso.

587

Chegamos a última aventura de todos os personagens que já me são tão amados. Depois de tudo o que passaram, chegou a hora de um pouco de paz. Depois de descobrirem o responsável por todas as tragédias que aconteceram e como estão lidando com tudo isso, dois meses se passaram. Começamos logo com o casamento de Wendy e podemos ver a relação de quase todos os personagens que já conhecemos.

Mesmo sem se sentir ainda muito a vontade de deixar Skyler sozinha depois de todo o baque de informações e situações que ela passou, Parker sabe que precisa trabalhar e que ele precisam seguir em frente, para deixar tudo no passado. Então, ele vai aceitar um trabalho em Los Angeles, junto com Royce, para prestar assessoria para um programa de casais.

– Justamente o sonho americano. O legal é que o sonho de cada um é diferente, mas a questão é ser livre para viver a vida como se quer.

O que nossos lindos homens não podem imaginar que tudo tem um objetivo: enlaçar o Parker. De quem modo e por qual motivo? Bom, isso é um plano que iremos descobrir durante a leitura. Não quero falar muito dessa história, porque o final é mais real do que nunca e tem muita coisa legal pra acontecer.

Vale falar que, sim, temos um epílogo! E com bastante informação, por sinal. Audrey trabalha com um final divido em alguns anos para que a gente possa saber o máximo de informação sobre Parker e aqueles que o cercam. Preciso dizer que algumas coisas me fizeram gargalhar. A gente tem uma visão bem rasinha de Bo, Royce e Wendy nesse epílogo, o que me deixou triste a princípio. Só que Audrey guardou uma surpresa. Esses personagens também vão contar suas histórias! E eu só to surtando um pouco agora hahaha. Acho que ela terminou de forma bem linda.

588

Ai gente, não sei para vocês, mas eu sempre sinto uma dorzinha de me despedir de séries que amo. Já estou envolvida com os personagens e fica um espaço em branco. Ainda mais com o caso de Internacional Guy. Como já disse antes, amei absurdamente essa série e considero a melhor da autora. Acho que a Audrey criou uma série com uma pegada bem adulta mesmo, sem criar homens que a gente sinta raiva. Eles são maravilhosos, dedicados ao trabalho, honestos e amam as mulheres. Além disso, ela cria mulheres, quase sempre, maravilhosas. Que podem ser inspirações para as leitoras.

Acho que essa série mostra que podemos ter livro com pegada mais hot, com homens poderosos, mulheres poderosas. E, o melhor, sem relacionamentos abusivos. Além disso, podemos ver grandes amizade que são construídas, daquelas que sentimos como se tivéssemos encontrado uma nova família.

Nesse último volume, Parker e Skyler dividem a narrativa igualmente. Enquanto nos livros anteriores, ela ganhava um ou dois capítulos por ‘país’; dessa vez, eles intercalam o narrador a cada capítulo. E foi bem legal a experiência, até por toda a trama que a autora deixou para as três histórias finais.

– Qualquer lugar. Nova York, Londres, Rio de Janeiro… A única coisa que importa para mim é estar diante da mulher certa.

Quanto a editora, torno a elogiar a ideia de publicar três países em um único volume. Logo que foi anunciado esse método, eu torci o nariz. Não estava gostando desse modo, mas vejo que não teria modo melhor. Eles ainda mantiveram um padrão de tempo – curto – entre a publicação dos livros. Eu amo as capas, acho lindíssimas as cores. Mas, também tenho algo negativo sobre ela. A Verus, desde o início, vinha colocando o livro, na pré venda, com brinde dos marcadores. E, nesse último, nada. Fora que quando questionada, dizia que havia mandado para as livrarias, mas não foi isso que aconteceu. Fiquei bem decepcionada, não vou mentir.

Mas, com marcador de brinde ou não, Internacional Guy terminou lindamente e me fez admirar ainda mais a Audrey. A cada história, me torno mais fã e sinto vontade de dar um abraço bem apertado nela. Vou deixando minhas cinco Angélicas, não só para esse livro, mas para toda a trama, enquanto espero as histórias que Bo, Royce e Wendy podem contar.

CLASSIFICAÇÃO 5 ANGÉLICAS

 

 

 

 

8 comentários em “Resenha ‘Internacional Guy vol. 4 – Audrey Carlan’

  1. Ótima resenha, o livro parece ser interessante, trazendo tantos elementos narrativos assim, interessante introduzirem um antagonista além do usual desafio de transformar uma pessoa e trazer o melhor dela, que é um bom tema psicologico a ser explorado hj em dia em meio a tanta depressão e baixa autoestima, além do tema social de aceitação de casais homoafetivos e da importância da familia em proteger seus próprios membros. O genero de romance hot nn é dos meus favoritos, mas pela sua nota e analise esse é um que eu recomendaria se me pedissem um dica de livro.

    Curtir

  2. Guriaaaaa….Que luvro lindo!
    Essa série parace muito maravilhosa mesmo!
    Me identifiquei muito com a frase: “Porque existem três coisas de que eu tenho certeza neste mundo: nada é de graça, nada é garantido, e é preciso muito trabalho e sacrifício para tornar esse sonho em realidade.” Essa frase tem feito muito sentido na minha vida ultimamente. Ótima resenha.

    Curtir

  3. Não conhecia a série, mas amei essa edição. Eu gosto de história que tem um ensinamento por trás, sabe? Acho legal ler e aprender alguma coisa com o que li e não apenas esperar pelo final feliz. Adorei a resenha e quero muito ler os livros.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s