Resenha: ‘Vem Comigo – Karma Brown’

Oi gente!! Hoje eu vim falar do primeiro livro inédito do clube de assinatura da autora Carina Rissi. Todo mundo recebeu esse livro no finalzinho de janeiro e já tem um tempinho que quero falar sobre ele. Olha, a Carina escolheu muito bem o livro de estreia de sua caixinha. Um livro tão intenso que ainda estou engasgada de emoção. Antes de falar mais, confirma a sinopse…

“Cheio de amor e esperança, Vem comigo é uma comovente celebração da força do espírito humano. Tegan Lawson tem tudo o que poderia querer da vida, incluindo Gabe, seu marido amoroso, e um bebê a caminho. Mas um acidente deixa a vida de Tegan tão devastada como o carro do qual ela foi resgatada. Entre a perda do bebê e a raiva incontrolável por Gabe, que estava dirigindo naquela noite, Tegan está afundando em tristeza. E, quando ela pensa que chegou ao fundo do poço, Gabe a lembra do “pote dos desejos”, uma coleção das viagens e experiências dos sonhos do casal. E assim se inicia a aventura. Dos tumultuados mercados da Tailândia até os sabores da Itália e as ondas do Havaí, Tegan e Gabe embarcam em uma jornada para escapar da tragédia e encontrar o perdão. Mas, quando as coisas tomam um rumo chocante no Havaí, Tegan é forçada a encarar a verdade ― e a decidir se a vida ainda vale a pena, mesmo que não seja exatamente como ela sonhou.”

65448879_2326767257611799_3892609545620422656_n (1)Tegan e Gabe se conheceram na faculdade e nunca mais se largaram. Os dois planejaram uma vida juntos e estavam conseguindo isso. Eles vivem o momento mais maravilhoso de suas vidas: eles são recém-casados e esperam seu primeiro filho. Mas tudo muda numa noite fria e cheia de neve. Gabe derrapa com o carro e Tegan fica muito machucada. Ela teve que ser retirada das ferragens e mesmo depois de alguns meses ainda sente dores e precisa conviver com as cicatrizes deixadas pelo acidente, mas nada é pior do que saber que perdeu seu bebê e as esperanças de um dia poder ter outro. Tegan passa a se isolar do mundo e a culpar Gabe por tudo que aconteceu.

Ela está cada vez mais afundada na depressão e Gabe não sabe mais o que fazer para ajudar Tegan, então ele se lembra do “Pote dos Desejos”. Os dois criaram o pote para que sempre que estivessem num momento sem saber o que fazer, eles sorteassem no pote o que fariam em seguida. Gabe acredita que o “Pote dos Desejos” poderá ajudar não só Tegan a sair da depressão como reconquistar a confiança e o perdão da esposa. Tegan inicialmente não acha uma boa ideia, mas depois cede aos pedidos de Gabe e assim eles sortearão três destinos, três cidades e três tentativas de colarem seus corações e o relacionamento deles.

“Nada pode mudar o que aconteceu. E ficar aqui revivendo cada momento de cada dia, está acabando com você.”

Vem Comigo começa sua narrativa exatamente na noite que mudaria tudo para Tegan e Gabe e depois disso temos passagens de tempo e alguns capítulos de flashbacks. São neles que podemos conhecer melhor o casal e saber como eles eram felizes. Eles são daqueles raros casais que se amam de verdade, que se respeitam e se apoiam, então é bem doloroso acompanhar o presente deles. Mesmo durante as viagens, Tegan tem momentos de recaída onde não consegue nem olhar para Gabe. E por mais que ele se esforce para curar o coração da esposa, Tegan o rejeita em vários momentos.

Vem Comigo é um livro sobre perdas, luto, recomeços e perdão. Inicialmente eu me compadeci de Tegan, pois não deve ser fácil saber que esteve tão perto de ter seu bebê em seus braços e no minuto seguinte não tinha nada e aos 26 anos não poderia tentar ter outro filho. Aquele acidente tinha tirado tudo dela. É impossível como mulher e mãe, não sentir a dor dela, mas ao longo dos flashbacks foi Gabe quem foi me conquistando. Ele sempre foi um marido apaixonado e companheiro. O acidente também tinha sido marcado nele, mas Tegan só consegue enxergar a própria dor.

“A morte deixa uma dor que ninguém consegue curar. O amor deixa uma lembrança que ninguém é capaz de roubar.”

Sobreviver após uma perda tão grande, como foi para Tegan e Gabe é complicado, pois cada um reage de uma maneira completamente diferente. Gabe sofreu calado e tentou ser um pilar para Tegan. Mesmo ela o afastando constantemente, Gabe não desistiu da esposa, fez valer seus votos de na saúde e na doença, na alegria e na tristeza. Já Tegan desceu ladeira abaixo. Tudo era dor, olhar para Gabe era insuportável, saber que nunca poderia ser mãe era arrasador e a raiva, o rancor e a vontade de desistir de tudo só crescia a cada dia. Mesmo que a família estivesse ao lado dela, Tegan não conseguia dar um passo para sair do luto.

Com uma narrativa super delicada, nós embarcamos com Tegan e Gabe rumo ao desconhecido e a novos começos, mas mesmo as aventuras que compartilharam na Tailândia, na Itália e no Havaí não foram capazes de fazer Tegan esquecer. Tudo é muito recente e a dor é tão latente e angustiante que é até compreensível que ela não queira viver, mas aí esbarramos naquela situação: Gabe também perdeu. Ele perdeu o filho e agora está perdendo a esposa para a depressão e essa aventura foi o jeito que ele encontrou para resgatar Tegan.

“O tempo é o único capaz de curar, mas a dor permanece como uma ferida aberta.”

Vem Comigo foi o primeiro livro do Clube de Leitura da Carina Rissi. Os assinantes receberam o livro em janeiro, mas ele só foi lançado para o público em geral em abril. Eu amei a escolha desse livro. A Carina acertou em cheio com essa escolha assim como a Editora Verus em toda a edição. A capa é linda e super combina com a história, pois a sensação que a Tegan tem é que está se afogando em mágoa, dor e ressentimento. A diagramação está bem legal, pois nós temos a narrativa separada em períodos ou por cidade. A fonte e espaçamento estão ótimos para leitura e as páginas são amareladas dando um maior conforto para nós leitores.

65694539_2309616309311549_4273363829544452096_n (1)

Eu gostaria de falar mais sobre essa história, mas acredito que Vem Comigo é um livro com muita coisa que pode ser um spoiler. Apesar de ter sofrido junto com a Tegan, nada me preparou para o final que a autora escolheu. Um livro que chega até a ser doloroso, mas ao mesmo tempo nos mostra como cada momento é importante e pode ser último. Também fala de relacionamentos, o que eu achei muito interessante, pois na maioria das vezes nós pegamos um romance onde o casal está se conhecendo e se apaixonando. Em Vem Comigo a gente já vê o outro lado dos relacionamentos. Um casal que era feliz, mas que em um momento tudo se perdeu.

Leiam Vem Comigo. É um livro que mostra a trajetória de um casal tentando superar o luto e reavivar seu relacionamento. Nós vamos dos momentos mais dolorosos a doces lembranças dos momentos em que eles eram felizes. Além disso, os cenários descritos pela Karma nos dão vontade de arrumar uma mala e sair viajando. Enfim, Vem Comigo é um drama muito comovente sobre perdão e principalmente sobre amor. Deixo minhas 5 Angélicas e um conselho: leiam com uma caixinha de lenços por perto.

CLASSIFICAÇÃO 5 ANGÉLICAS

7 comentários em “Resenha: ‘Vem Comigo – Karma Brown’

  1. Ai… fiquei com o coração na mão só de ler a resenha.
    Dois lados de uma mesma dor, onde cada um lida de uma forma… parece ser uma leitura muito delicada.
    Fiquei com o coração na mão pelo Gabe e toda sua luta para trazer Tegan de volta… e confesso que tô morrendo de medo do final do livro.
    Já quero!

    Curtir

  2. Esse não é meu tipo de leitura. Então nem me interessei na caixinha quando anunciaram. Mas, participo de diversos grupos de leitura, e nossaaa… muita gente babou nessa caixinha, falou super bem e assim como você, adoraram a escolha do livro. É tão bom quando tudo dá certo assim, né? Que delícia.
    Abraços

    Carol, do Coisas de Mineira

    Curtir

  3. Oi, tudo bem? Que delícia de resenha. Primeiro gostei de saber que um livro tão incrível tenha vindo numa caixinha. Já vi alguns elogios sobre a caixinha da autora mas não sabia que tinha sido esse o livro. Tinha muita vontade de assinar uma box de livros então esse mês para experimentar assinei a TAG mas ainda não recebi. É interessante ver a proposta de cada caixinha e encontrar aquela que combine com nosso estilo. Ainda quero ler algo da Carina. Beijos, Érika =^.^=

    Curtir

  4. Oi,tudo bem ?
    Bom, primeiramente não conhecia o livro e fiquei relutante com a capa, mas quando comecei a ler sua resenha fiquei mega encantada e já abri uma segunda aba para procurar o livro kkkk. Gostei dos quotes , da proposta e como já disse…sua resenha me encantou e me deixou com vontade de ler hoje mesmo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s