Resenha: ‘Doce Reencontro – Melanie Shawn’

Oi oi gente!! 2020 já começou com tudo aqui no Além, com a nossa Maratona de Férias recheada de séries para vocês. E hoje é dia de voltarmos com as resenhas – uhuul. E a primeira resenha do ano é do livro Doce Reencontro, publicado pela nossa parceira, Editora Cherish Books. Antes de saber mais, confere a sinopse:

“Para Amanda Jacobs, lidar com a dor de perder seu amado pai é a coisa mais difícil que ela já passou, e isso também traz muitas complicações, como assumir o negócio da família, a Mountain Ridge Outdoor Adventures. Isso faz com que ela perca a simplicidade de ser uma adolescente, quando estava cercada por suas amigas incríveis, O Quarteto Fabuloso, e loucamente apaixonada pelo braço direito de seu pai, Justin Barnes. Seus sorrisos sensuais e profundos olhos castanhos faziam seu coração disparar de uma maneira que ela nunca sentiu antes ou desde então. Quando as Quatro Fabulosas aparecem inesperadamente em sua porta para apoiá-la nesse momento complicado, as coisas parecem estar melhorando para Amanda. Mas esta não é a única visita surpresa reservada para ela…
Justin Barnes deixou Hope Falls dez anos atrás, na calada da noite, e achou que nunca mais pisaria ali. Tudo bem por ele, exceto por uma pequena complicação: Amanda Jacobs. Ele havia se apaixonado pelos cachos rebeldes e loiros e olhos de safira, mas ela era uma adolescente, cinco anos mais nova do que ele. Jovem demais para ele agir de acordo com sua atração. Ainda assim, ele sentira falta dela todos os dias daqueles dez anos. Quando Justin recebe um telefonema avisando que seu ex-mentor faleceu, ele sabe que tem que retornar para Hope Falls. Justin só tem uma pergunta: será que a garota que uma vez o adorou se transformou em uma mulher que não o suporta? Ou ela ainda seria a única coisa no mundo que o faria se sentir em casa?”

Amanda acabou de perder o pai, seu melhor amigo, a pessoa que ela mais amava e a apoiava no mundo todo. Ela passou os últimos dias desde sua morte, afundada em um misto de pesar, solidão e tristeza, sem ânimo para sair de casa, comer ou até mesmo tomar banho. Quando a campainha da sua casa toca, ela se prepara mentalmente para mais uma rodada de receber as condolências de algum morador da pacata cidadezinha de Hope Falls. O que ela não esperava era encontrar, do outro lado da porta, suas três melhores amigas, que junto com ela formavam o Quarteto Fabuloso. Samantha, Lauren e Karina chegam preparadas para dar todo o apoio, conforto e amor que Amanda tanto precisava.

“Mas essa reunião maluca e improvisada do Nascer do Sol do Quarteto Fabuloso mostrou a ela que, enquanto algumas coisas podem nunca mais ser as mesmas, elas poderiam ser substituídas por coisas que eram incríveis… de sua própria maneira.”

Após um necessário tempo colocando o papo em dia com as amadas amigas, e sendo mimada por elas, Amanda se sente mais forte e preparada para, não só a leitura do testamento de seu pai, como o serviço memorial que seria em alguns dias. O que ela não sabia era que precisaria de toda essa força recarregada para encarar um fantasma de seu passado, alguém que foi embora há 10 anos, sem se despedir e que Amanda achou que nunca mais veria na vida: Justin Barnes.

Quando soube da morte de seu ex-mentor Parker Jacobs, Justin não pensou duas vezes em cair na estrada a caminho de Hope Falls, uma cidadezinha que ele nunca gostou e que só teria memórias ruins, se não fosse por Parker e Amanda Jacobs. Justin não teve uma infância nada fácil, tendo um pai alcoólatra e todos na cidade sabiam que algo estava errado, mas só Parker se importou o suficiente para interferir e junto com a filha, acolheu Justin como se fosse da família. Ele conheceu Amanda quando tinha apenas 10 anos e ela 5, e desde então ela se tornou sua sombra, o seguindo por todos os lugares, principalmente quando ele começou a trabalhar na fazenda do pai de Amanda, um lugar que mais tarde, Justin também chamaria de lar.

“Ele inclinou a cabeça para o lado, levantando as sobrancelhas em questão. Ela sabia que ele estava perguntando se ela queria que ele ficasse. Não houve confusão, nenhuma hesitação em qualquer lugar dela enquanto ela balançava a cabeça com firmeza.”

Justin e Amanda crescem juntos e se tornaram grandes amigos, tendo uma relação platônica perfeita, com suas provocações, brincadeiras e o apoio que um dava ao outro. Até que Justin percebeu que seus sentimentos por Amanda haviam mudado para algo muito maior do que amizade, o que ele achava que não poderia acontecer. Então Justin começou a monitorar qualquer ação em torno de Amanda, a fim de mascarar seus sentimentos, pois ele também percebia os olhares que ela lhe dava. Mas ela era muito nova e seria inadmissível que algo acontecesse entre eles ou mesmo que ele sonhasse com o dia que ambos seriam adultos legalmente consentidos. Parker tinha dado uma segunda chance para Justin, e ele não queria decepcioná-lo de forma alguma.

E é por esse motivo que Justin, depois de rejeitar Amanda e causar um mal entendido, acaba indo embora de Hope Falls, deixando para trás as duas únicas pessoas que ele já amou e que o amaram de volta. Só que agora, uma década depois, Justin e Amanda estão frente a frente e terão que lidar com toda a bagagem de sentimentos reprimidos por anos, além da dor de perder Parker. Justin vai acabar ficando na cidade mais tempo do que planejava, por conta do que o testamento de Parker revela e mesmo Amanda tendo as amigas e, para seu desgosto, um namorado ao seu lado, ele pretende ficar e ajudá-la no que ela precisar.

“– Eu sei que você pode dirigir. Mas só porque você é capaz de algo não significa que deva fazê-lo. Você sempre cuida de todos. Deixe-me cuidar de você para variar.”

Um dos focos do livro é na amizade do quarteto Fabuloso. Sam, Karina, Lauren e Amanda compartilham um vínculo bem forte e são muito divertidas juntas, principalmente por serem tão diferentes uma da outra. Diferente de Amanda que nunca quis sair de Hope Falls, suas amigas não só saíram, como conquistaram carreiras de sucesso na cidade grande. Sam é a atleta do grupo, uma conhecida snowboarder olímpica; Karina é a famosa cantora pop do momento; e Lauren uma agente imobiliária de alta potência em Manhattan. As três vão ter seu momento de reflexão com essa volta pra casa e eu já estou doida pra conhecer a história de cada uma.

Já Justin e Amanda formam aquele casal que tem um passado mal resolvido, e que você torce para se entenderem e serem, finalmente, felizes juntos. Mesmo ela tendo um namorado, confiem em mim, não haverá um triângulo amoroso, nem nada disso, o que foi um alívio para mim, que não sou muito chegada nesse tipo de premissa rs. Justin também tem questões familiares para lidar e eu gostaria que esse arco tivesse tido um pouco mais de profundidade, por conta de um novo vínculo que Justin descobre.

Doce Reencontro é o primeiro volume da série Hope Falls, publicado pela Cherish, apenas em ebook, e espero que os demais livros sejam publicados por aqui também. Eu acho a capa nacional muito mais bonita e delicada que a original. A editora também fez um ótimo trabalho com a diagramação, mesmo com alguns errinhos de revisão. Esse livro é a estreia de Melanie Shawn no Brasil, e posso dizer que gostei bastante de sua escrita. Só uma curiosidade sobre a autora, o nome Melanie Shawn é o pseudônimo das irmãs Melanie e Shawna, ou seja, temos duas mentes por trás de cada história.

Esse livro é aquele romance bem clichê, mas que cativa e entretém. É o tipo de livro para sair daquela resseca literária, com uma leitura leve, mas que envolve e da um quentinho no coração. É ótimo para ler em uma tarde de preguiça e ter um bom momento. Vou ficando por aqui, deixando 4 Angélicas para essa história, já esperando por sua continuação. Até mais.

5 comentários em “Resenha: ‘Doce Reencontro – Melanie Shawn’

  1. Eu amo livros que me deixam de coração quentinho… são os melhores. Esse eu ainda não tinha visto nenhuma resenha dele, mas já fiquei muito interessada pelos assuntos abordados nele.
    Adorei a resenha, ficou bem completa.

    Curtir

  2. Olá!
    Pelo o que tu descreveu aqui, acho que a leitura deve ser bem gostosinha. Também não gosto muito de triangulo amoroso e saber que o livro não foca nisso, é massa. Eu vou adicionar a minha lista, esse é o tipo de livro que ando procurando.

    Abraços.

    Curtir

  3. ola tudo bem??
    logo de cara já fiquei com uma vontade de ler o livro Doce Reencontro somente pelo fato da resenha ter me fascinado.Desta vez você caprichou na dica e eu não conhecia este livro..
    ja vou correndo adquirir um exemplar.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s