Resenha: ‘Como Um Mar de Rosas – L. K. Farlow’

Oi oiiii gente. Estou de volta com mais uma resenha pra vocês e hoje eu trago o livro Como Um Mar de Rosas, lançamento de janeiro da nossa parceira Editora Cherish Books Br. Então sem mais delongas, antes de saber a minha opinião, confere a sinopse:

“Myla Rose McGraw pode ter somente vinte anos, ser solteira e estar grávida, mas não é uma donzela em perigo. Ela não precisa de um homem em sua vida. Afinal, sua avó lhe ensinou que quando o destino lhe der limões, você deve fazer uma limonada.Então ela conheceu Cash Carson, que se recuperava de uma traição. Para ele, jurar amor eterno a uma mulher não levou a nada além de dor e infelicidade, o que o obrigou a seguir em frente sozinho.Até que uma linda ruiva do sul surge em sua vida.Se a melhor escolha era fugir do amor, por que seu coração batia mais rápido toda vez que Myla Rose sorria com tanta doçura?Ele não era um cavaleiro de armadura, e ela não precisava ser salva.
Mas… caramba, Cash queria tentar, de qualquer maneira.”

IMG_20200304_142759

A história começa com Cash descobrindo que vinha sendo traído por sua noiva por um longo tempo, matando toda a confiança no amor que ele possuía, o deixando um tanto desacreditado nesse sentimento. Ele então volta a Dogwood para superar o que passou e se dedicar 100% aos negócios. Cash só não contava que um rápido encontro com uma mulher doce e encantadora num supermercado, mexeria tanto com ele, mesmo ele prometendo a si mesmo que isso não aconteceria novamente.

E esta doce mulher é Myla Rose, uma jovem que está tentando superar o fato de que foi abandonada grávida, pelo agora ex-namorado, Taylor, um playboy idiota que não deseja essa responsabilidade em sua vida. Myla já sofreu muito com abandonos em sua vida, pois Taylor não foi o único a lhe deixar. Quando tinha sete anos, ela foi entregue na casa de sua avó, pela própria mãe que se jogou no mundo e nunca mais retornou, mas Myla superou esse abandono sendo amada pela avó. Depois Myla lidou com a perda dessa avó que era tudo pra ela e mesmo que não tenha sido um abandono, ela acabou ficando sozinha, mas teve que seguir em frente. Então, essa situação com Taylor, ela trata de superar muito mais rápido, pois é independente e tem sua melhor amiga e sócia ao seu lado.

“Nunca me senti assim… tão afetada por alguém. Só que ele… caramba! Ele mexeu comigo, dando aquela piscadinha e pronunciando meu nome com aquela voz profunda e sexy.”

Myla também fica mexida após esbarrar em Cash, mas tem certeza que nenhum cara se interessaria por ela em sua atual situação. Ela então segue sua vida, se dedicando ao seu salão de beleza, lugar que comanda junto com a melhor amiga, Azalea. Mas não demora nadica de nada pro destino unir esses dois novamente. Acontece que Myla e Cash possuem dois amigos em comum – Simon e Drake – que sem saber que os dois já se conheceram, indicam o salão de Myla para que Cash vá cortar o cabelo. O encontro desses dois é recheado de tensão sexual e por conta desses amigos em comum, eles voltam a se encontrar novamente em um restaurante. E é ali que essa ligação, que ambos sentiram antes, começa a tomar força já que Cash é um tanto induzido a levar Myla para casa. Só que o medo de Cash de se envolver profundamente com alguém e a insegurança de Myla podem ser grandes obstáculos para esse casal.

Vou parar de falar da trama em si, pois o livro é bem pequeno e eu não quero acabar dando spoilers pra vocês. Vamos então ao que eu achei dessa história. Devo confessar que Como Um Mar de Rosas não foi uma leitura que me agradou muito. Isso não quer dizer que a história seja ruim, mas também não é excelente já que é um pouco menos do que eu estava esperando quando li a sinopse. A trama contém muitas frases prontas – parecia mais um roteiro, e momentos bem clichês – que eu geralmente adoro quando bem escritos – dessa vez só me irritaram um pouco. Algumas manias dos personagens também não me convenceram e chegavam a ser forçados demais. Outro ponto que não me agradou foi a incoerência presente em vários momentos da história. E por fim, também não consegui sentir química entre o casal protagonista, e estava torcendo mais por um casal coadjuvante, do que para eles. Tiveram alguns outros pontos negativos para mim, mas não citarei, por motivos de conter spoilers rs

“Não sei explicar, mas fico muito atraído por ela – como uma mariposa por uma chama.”

Mas não foram só de momentos ruins que minha leitura foi preenchida. Não mesmo! Tiveram pontos positivos que me fizeram entender o motivo de tantas pessoas terem amado esse livro. A começar por Cash, que é um mocinho fiel e se dedica de corpo e alma ao relacionamento. O carinho que ele tem por Myla e por todo o momento que ela está passando é muito fofo de se ver. Cash não se importa que ela esteja grávida e deixa isso bem claro a todo o momento. Mas apesar de Cash estar ali para Myla, isso não quer dizer que ela não saiba se virar sozinha… muito pelo contrário. Um ponto forte do livro é mostrar que uma mulher grávida e solteira, pode muito bem continuar sendo bem sucedida e cuidar de si mesma, sem depender de ninguém. Outro ponto forte é o sentimento de amizade bastante presente nessa história, e o grupo de amigos que se forma neste livro foi uma das coisas que mais gostei.

“Algumas pessoas simplesmente têm um coração repleto de caos, Myla Rose.”

Como Um Mar de Rosas foi publicado somente em ebook pela Cherish Books Br e é o primeiro volume da série Southern Roots, que pelo que eu vi, conta com três livros, por enquanto. Todos os personagens secundários que mais me cativaram tem seus próprios livros e espero que sejam publicados aqui também. Pelo que pesquisei, o segundo volume é de Azalea e Drake, e o terceiro de Magnólia e Simon, e temos a introdução desses dois casais já em Como Um Mar de Rosas.

A diagramação segue o padrão da editora, com essa capa super caprichada – que eu acho mais bonita que a original – abertura de capítulo com um lindo detalhe de rosas, e tudo muito bem estruturado para uma leitura confortável. A escrita da autora até que é bem fluída, com narrativa alternada entre Cash e Myla, e já disse aqui o quanto isso me agrada. E, ah, o livro está disponível no Kindle Unlimited, então se você é assinante, é só adicionar em sua biblioteca e se jogar nessa história.

IMG_20200304_142918

Eu indico Como Um Mar De Rosas para você que quer ter uma leitura bem leve, com uma história previsível, mas que é calma e tem um romance bem água com açúcar, de deixar um sorriso no rosto. É uma história ideal para se ler em uma tarde de preguiça, para passar o tempo. Como eu expus ali em cima, esse livro não funcionou tanto para mim, mas, por conta dos pontos positivos que apresentei, ele merece 3 Angélicas. Até mais!

Um comentário em “Resenha: ‘Como Um Mar de Rosas – L. K. Farlow’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s