A Hora do Chá ‘A Filha do Conde – Lorraine Heath’

Oi ooooi gente! To chegando na minha coluna preferida desse blog lindo de viver! Hoje venho trazendo o meu novo livro preferido, de uma das minhas autoras preferidas. Ou seja, já to dando spoiler da nota na introdução haha. Já peguei meu chá de pêssego e venho apresentar o novo livro da série Sins for all Seasons e um outro irmão Trewlove. Então, abram espaço no salão, peguem seus leques e vamos a sinopse…

Era revoltante ver que ela estava ainda mais bonita do que quando a vira pela última vez, quando trocaram juras de amor e fizeram promessas que foram quebradas poucas horas depois… Os anos e a maturidade tinham acrescentado uma graça que Lavínia não possuía aos 17, quando Finn declarara o seu amor.
Será que ela ainda se lembrava dos momentos com carinho ou a memória também rasgava seu coração, como fazia com o dele? Lavínia o fizera de tolo. Nenhuma das lembranças que tinha dela deveriam ser agradáveis. Mas, em algumas noites, ainda ficava na cama encarando o teto, porque a imagem dela surgia sempre que fechava os olhos.
Cinco anos de sua vida em isolamento, e a única coisa para lhe fazer companhia, para mantê-lo são, era a lembrança que tinha dela. Aquelas memórias eram seu sustento. No começo, ele as invocava para alimentar a sede de vingança, de retribuição, mas a solidão fora aumentando até transformá-las em sonhos. As lembranças traziam a esperança de que o amor estaria esperando em algum lugar, que voltaria a tê-la, sorrindo para ele, rindo com ele, enchendo-o de alegria.
Lavínia não era mais sua — na verdade, nunca fora — mas, ainda assim, uma parte tola de si não conseguia se esquecer de quando quase a tivera, aquela garota que amara no passado.

A Filha do Conde começa nos mostrando por onde anda Lady Lavínia e o que está fazendo, depois que abandonou o Duque de Thornley. Ela tem feito missões pela noite, regastando bastardos das mãos de mulheres que só ficam com os pequenos por causa de dinheiro. Seu desejo é levá-los para o Lar das Irmãs Misericordiosas e poder cuidar delas.

Mas, uma jovem mulher resgatando crianças na noite, além de uma ameaça, pode ser vista como vítima de algum tipo de ataque. E, será no meio de um, que nossa lady irá reencontrar com Finn Trewlove. Mas, não pronta para derreter em seus braços e, sim, pronta para atacá-lo, se necessário.

Aquele pilantra de primeira categoria bem que merecia, por ter roubado seu coração e pisado nele logo que conseguira o que queria – o que ela, cega de amor, dera de bom grado.

Muitas coisas no passado de ambos está mal explicado e faz com que eles nutram raiva e decepção. Só que, mesmo com todos os sentimentos ruins que podem existir, o amor também existe e mexe com esse lindo casal. Porém, antes de tudo, eles precisam colocar em pratos limpos o que houve que os separou quando decidiram fugir juntos. Alternando entre o passado e o presente, vamos acompanhar como esses dois se conheceram e tiveram seus caminhos interligados, até a fatídica noite.

709

Quando tudo for descoberto, chega a hora de continuarem com suas vidas. Lidando com as mudanças que ocorreram durante o tempo e como tudo influenciou no homem e na mulher que se tornaram. Então, Finn irá propor que Vivi se torne sua sócia, num clube feito para mulheres poderem ter seus momentos também. E, pensando no que pode conquistar para cuidar das crianças, resolve aceitar.

Não queria reviver todos os momentos até chegar a lembrança do último beijo, do momento em que ele acreditou mesmo que conquistara Lavínia… até, mais tarde, perceber que fora uma mentira, assim como tudo o que aconteceu entre eles. 

Ainda existem segredos para serem revelados, dores que precisam se curar e a necessidade de saber que são capazes que amar não só a lembrança de quem foram quando jovens, mas aqueles que se tornaram, depois de todo o caminho que percorreram até ali.

Vamos aos personagens. Lady Lavínia, nos foi apresentada em Amor de um Duque, como a noiva que abandona Thorne no altar e também tivemos alguns vislumbres dela em uma conversa com seu ex noivo. Desde ali, me despertou muita curiosidade sobre quem era ela, porque ela largou tudo e, principalmente, qual era a ligação dela com Finn Trewlove. E, meu Deus, eu me apaixonei por Vivi instantaneamente. Ela tem uma ferida aberta, mas é doce, batalhadora e está numa missão tão lindo, em tentar acolher todos os bastardos possíveis, antes que eles sejam mal tratados. E, conforme as páginas vão passando e nós vamos descobrindo cada nuância dela, podemos ver o quanto ela é tudo de incrível. E, vou além, vejo ela como a minha mocinha de época preferida.

– O que aconteceu com o menino que compartilhou tantos sonhos comigo?
– Morreu.
– Pois foi o mesmo fim da garota que compartilhou os sonhos dela com você. Que belo par, nós somos. 

Ai, estou suspirando só de escrever Finn Trewlove. Posso começar dizendo que ele é tudo para mim? Assim como Vivi, tivemos uma amostrinha dele no livro da Gillie e já sabíamos que ele tinha algum passado com alguém da nobreza. Ele é um homem que passou por coisas horríveis e agora quer reconstruir sua vida, com o seu negócio. Por sinal, vai ser com ele que irá se reaproximar ainda mais da mulher que ama há anos. Tem um lado super protetor, amoroso com a família, mas linha dura com quem está do lado errado, afinal, ele é implacável. Um novo mocinho favorito? Temos também.

O papel de secundários, fica por conta dos outros Irmãos Trewlove, dessa vez, com mais destaque para Aiden, o único que é, de fato, irmão de sangue de Finn – ambos dividem o mesmo péssimo pai -, e que será o próximo protagonista. Mas, podemos ver que todos eles são muito unidos e prontos para tudo ao defenderem uns aos outros. Além, é claro, da maravilhosa fama que essa família tem. Temos ainda a participação super querida de Throne e de Neville, irmão da Lavínia.

Agarrou-se a ele, tentando compreender as mudanças em suas emoções. Ia sumindo o ódio que nutria, a decepção que sofrera, o despedaçar de seu coração, que de alguma forma sobrevivera àquilo tudo. Achava que sofria sozinha, mas Finn vivera seus próprios tormentos.

Eu poderia escrever horas e horas sobre o quanto eu amei os dois, seja de modo individual, seja como casal. Me peguei torcendo tanto por eles, querendo saber como foi o relacionamento dele quando mais novos, o que pode ter dado errado e se eles iriam conseguir superar tudo e ficar juntos. Eu ri, eu suspirei. Eu chorei horrores. E eu me apaixonei tão fortemente por esse conjunto todo.

710

E, tudo isso, se deve a minha amada e adorada, Lorraine Heath. Essa mulher tem um dom de criar histórias perfeitas, que nos envolvem da primeira a última página. Nesse aqui, até teoria eu criei – infundadas, mas, a gente tenta haha. Acho que já ficou claro o poder que essa mulher tem com a sua escrita, de quantas emoções ela é capaz de nos causar, de quantas maneiras ela pode nos atingir tão profundamente. Eu termino um livro e já fico “cadê o próximo, pelo amor de Deus”.

– Você pode se arrepender quando descobrir o quanto é tolo, Finn Trewlove.
– Eu tenho muitas arrependimentos, Vivi, mas nenhum deles tem relação com qualquer coisa que você tenha feito.

Na parte da diagramação,  já começa nos ganhando na capa, super delicada e bem Lavínia. Por dentro, alguns detalhes em arabesco, mas apenas no início dos capítulos. As folhas são amareladas, com letras e espaçamento confortáveis para a leitura. Como falei na introdução, o livro faz faz parte da série “Sins for All Seasons”, onde cada livro contará a história de um irmão Trewlove. Preciso só abrir um parêntese, de que acho que a editora deveria divulgar mais a interligação entre os livros. Mesmo que cada um tenha um casal de destaque, eles são conectados.

A Filha do Conde me conquistou de inúmeras forma, me deixou apaixonada e ainda mais rendida pelos Trewlove. Deixo cinco Angélicas, muitos coraçõezinhos, um novo romance de época favorito e bem ansiosa para história de Aiden!

CLASSIFICAÇÃO 5 ANGÉLICAS

Um comentário em “A Hora do Chá ‘A Filha do Conde – Lorraine Heath’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s