Resenha: ‘Clube do Livro dos Homens – Lyssa Kay Adams’

Oi gente! Vim panfletar, mais uma vez, um livro que já chegou conquistando muitos leitores, pois trouxe uma temática super diferente. Clube do Livro dos Homens é o debut da autora Lyssa Kay Adams no Brasil e já chegou chamando atenção, pois além de um romance divertido, temos um clube de leitura. Até aí tudo bem né? Mas é um clube de leitura formado apenas por homens e que leem romances de época, e eu garanto que esse leitores de romances de época vão arrancar muitas gargalhadas de vocês. Fiquem com a sinopse que eu já falo da trama…

“O que acontece no clube do livro fica no clube do livro.
A primeira regra do clube do livro é: não fale sobre o clube do livro.
Gavin Scott é um astro do beisebol, devotado ao esporte. No auge de sua carreira, ele descobre um segredo humilhante: a esposa, Thea, sempre fingiu ter prazer na cama. Magoado, Gavin para de falar com ela e acaba piorando o relacionamento, que já vinha se deteriorando. Quando Thea pede o divórcio, ele percebe que o orgulho e o medo podem fazê-lo perder tudo.
Bem-vindos ao Clube do Livro dos Homens
Desesperado, Gavin encontra ajuda onde menos espera: um clube secreto de romances, composto por alguns dos seus colegas de time. Para salvar seu casamento, eles recorrem à leitura de uma sensual trama de época, Cortejando a condessa. Só que vai ser preciso muito mais do que palavras floreadas e gestos grandiosos para que Gavin recupere a confiança da esposa.”

IMG_20210421_143600 (1)

Gavin Scott está no auge de sua carreira como jogador de beisebol, tem uma família perfeita, então o que poderia arruinar tudo isso? Na noite mais feliz da vida esportiva do atleta, ele acaba descobrindo um segredo que sua esposa, Thea, vem mantendo super escondido há muito tempo. Ela fingia sentir prazer na cama e, ao descobrir isso, Gavin se sente humilhado. Ele nunca imaginou que isso era um problema para eles, mas pelo visto imaginou errado e, diante da situação, Gavin acaba parando de falar com Thea e até se mudando para o quarto de hospedes.

“Nada no mundo é tão forte quanto uma mulher cansada de fazer papel de trouxa.”

Aparentemente o casamento está desfeito, então diante de tudo isso, Thea acaba pedindo o divórcio e isso pega Gavin de surpresa. Ele estava cego pelo orgulho ferido e se sentindo idiota por nunca ter percebido que Thea escondia isso dele, então acaba se afundando em autopunição. Mas diante da possibilidade da separação efetiva, ele vai encontrar ajuda num grupo muito inusitado. Por mais que seu casamento tenha tido problemas sérios e que Thea esteja tão decidida pela separação, Gavin acredita que ainda haja amor entre eles e, diante dessa possibilidade, o atleta vai lutar por sua família.

E a ajuda vem de um Clube de Leitura. O quê? Como um clube de leitura poderia ajudar o casamento de Gavin? Seus companheiros de time e outros homens formaram o Clube de Leitura dos Homens e ele foi criado para ajudar os homens a melhorarem seus comportamentos, deixando de ser machistas e sexistas. Eles leem e debatem romances de época e buscam sempre ser o melhor homem para suas damas. Como nesse momento Gavin não sabe como reconquistar sua esposa, o clube indica que ele leia ‘Cortejando a Condessa’, pois o Conde da história também está tentando conquistar o amor da esposa.

“As autoras dos romances usam a sociedade patriarcal da antiga aristocracia britânica para refletir sobre as limitações impostas pelo gênero que as mulheres de hoje sofrem, tanto na esfera profissional quanto na pessoal.”

Inicialmente Gavin não leva muito a sério os conselhos de seu companheiros, mas logo percebe que o conde tem muito o que lhe ensinar e passa a se dedicar melhor a leitura do livro e a colocar em pratica os ‘conselhos’. Do outro lado dessa história temos Thea, uma jovem mulher que casou muito cedo, que teve filhas gêmeas mais cedo ainda e que, do nada, passou de estudante universitária para esposa de um dos maiores jogadores de beisebol. Foram muitas coisas para lidar de uma vez e, sem mesmo perceber, ela foi se anulando em prol de todas essas coisas. Só quando a ‘bomba’ estoura é que Thea percebe que estava levando praticamente a vida toda de fingimento.

Quanto à Gavin, apesar de ser lindo e muito bem sucedido em seu esporte, ele nunca pode ser considerado um sedutor, aquele cara que sempre tem todas as mulheres aos seus pés e isso aconteceu porque desde pequeno ele gagueja, principalmente quando está nervoso. Quando conhece Thea, ela não liga para sua gagueira e muito menos por ele ser famoso, ela gosta do homem que ele é. Só aí que Gavin se sentiu seguro para desenvolver um relacionamento com ela, pois sempre se sentia muito tímido e inseguro perto das mulheres. Essa conexão entre eles, logo vira um casamento e foi aí que as coisas desandaram.

“Nós somos a soma das nossas experiências, que também definem nossas reações. Assim como nos romances. Tudo pelo que um personagem passou antes do início do livro vai determinar como ele reage às coisas que acontecem durante o livro.”

IMG_20210421_143703 (1)

Enquanto Gavin se sentia realizado profissionalmente e pessoalmente, Thea lidava com as mudanças enormes na sua vida. Precisou que a fatídica noite acontecesse para que ambos percebessem como estavam agindo e que o casamento deles estava por um fio. Gavin precisou de ajuda para enxergar isso e resolveu lutar por Thea e pelas filhas. Do outro lado, Thea conversa com sua irmã mais nova, Liv. Ambas tem muitas dificuldades de confiar, então Liv acaba sempre desconfiando de todas as intenções de Gavin e acaba aconselhando a irmã a seguir em frente, lutar para trazer a verdadeira Thea de volta e fazer o ex-cunhado sofrer. Para ela não tem reparo, então quando percebe que Thea está dando uma nova chance à Gavin, ela acaba tirando seu time de campo e brigando com a irmã.

Esse livro não é apenas mais um romance, ele nos mostra várias facetas de um casamento. Eles se casaram completamente apaixonados, logo tiveram as gêmeas e acreditavam que viviam uma vida perfeita, só que os problemas eram todos jogados para baixo do tapete. A separação veio para mostrar para ambos que um relacionamento é feito por duas pessoas e que eles precisavam conversar sobre os problemas. A insegurança de Gavin cresce ao descobrir o segredo de Thea, mas o clube e o amor que sente pela família, faz ele correr atrás e tentar corrigir seus erros. Já Thea, que tem um passado marcado por vários problemas familiares, tenta de várias formas ser uma boa esposa e mãe, mas acaba falhando justamente por fingir que estava tudo indo bem.

“Este sou eu. E eu sou uma pessoa melhor do que era antes. Não por causa dos livros, mas porque os livros me ajudaram a enxergar as coisas de uma forma diferente.”

Uma das coisas que Lyssa também inovou em seu romance é que apesar de ser uma história de reconciliação, onde geralmente vemos a mulher nos contando o que aconteceu para que chegassem naquele momento, aqui é justamente o contrário. O foco é justamente na trajetória de Gavin, de melhorar como marido e pai. Ele passou muito tempo destinando sua atenção a ser o melhor de sua profissão e a família acabou como o segundo lugar na sua vida, então é justo que o foco fosse justamente nessa reparação de Gavin. Mas não pensem que não vamos acompanhar Thea e seus momentos de superação, pois fica muito claro, ao longo da leitura, que ela também precisa enfrentar seus demônios do passado para poder viver o presente em paz.

E não só dos protagonistas vive essa história, então bora lá falar dos personagens secundários que ajudaram a movimentar e muito essa trama. Começando pelos caras do clube, que não só foram responsáveis por tirar Gavin da bad, mas também de trazer leveza para o livro. Os momentos deles comentando dos livros são super divertidos e é impossível não rir horrores com eles. Frisando que o próximo protagonista vem diretamente do clube. Outro personagem que não é tão secundário assim, é o nosso conde de ‘Cortejando a Condessa’, que mesmo sendo um personagem fictício dentro desse livro, também ajudou Gavin a reconquistar a esposa. E por fim, temos Liv, a próxima protagonista, que é uma personagem que realmente eu não soube como gostar, pois achei que ela foi desnecessária em vários momentos.

“Mas o problema na verdade somos nós. Achamos que não devemos sentir coisas, chorar e nos expressar… E esperamos que as mulheres façam todo o trabalho emocional. Daí, quando elas desistem, ficamos sem entender por quê.”

Clube do Livro dos Homens é o primeiro livro da série Bromance Book Club, onde, inicialmente, a autora finalizaria no terceiro livro, mas sua editora contratou mais três livros. Sendo assim já temos quatro livros publicados nos EUA e mais dois para sair. Aqui no Brasil, a Editora Arqueiro confirmou que já comprou os três primeiros livros, então a gente precisa panfletar muito para que eles sejam um sucesso e assim teremos os outros livros também. A escrita da Lyssa é super divertida, mas ao mesmo tempo ela levanta vários temas importantes, como o lugar de homens e mulheres na sociedade, de como a mulher é cobrada a cumprir todos os seus papéis e ser perfeita em todos eles, além de discutir sobre os problemas conjugais e masculinidade tóxica.

Eu sou apaixonada pela edição de Clube do Livro dos Homens e, é claro, agradeci muito pela Editora Arqueiro ter mantido exatamente como a capa original porque essa capa tem TODOS os elementos para resumir esse livro. É exatamente como imaginaria ver o Gavin chegando para pedir desculpas para Thea, trazendo flores e carregando o livro no bolso. E tivemos mais duas surpresas, além da capa, neste livro, que foi um marcador para ser recortado (uma coisa que nunca vi a editora fazendo) e o primeiro Pin de 2021. Obrigada Arqueiro pelos mimos. Ainda falando da edição, a diagramação é o normal da editora, mas temos a sinalização de quando estamos lendo a história de Gavin e Thea e de quando o Gavin está lendo ‘Cortejando a Condessa’.

IMG_20210421_143802 (1)

Clube do Livro dos Homens me conquistou completamente e desde que eu li, não paro de comentar em todos os posts deste livro. Ele é divertido, mas ao mesmo tempo me emocionei bastante com a trajetória desse casal. É claro que me diverti muito durante o processo de Gavin lendo um romance de época e isso claramente agrega muito à trama, além é claro dos momentos em que ele discute o tema com seus companheiros de clube. Eu realmente gostei mais dos personagens masculinos e espero mudar isso a partir do próximo livro porque será um esforço enorme gostar da Liv. O livro é completamente fora da caixa, pois é muito interessante ver como a Lyssa construiu o personagem para que ele fosse descontruindo ao longo da trama. Pra mim foi uma das melhores leituras de 2021 e com certeza um dos meus favoritos. Sendo assim, toma aqui minhas 5 Angélicas.

CLASSIFICAÇÃO 5 ANGÉLICAS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s