Resenha ‘Você me Ganhou no Olá – Alexis Daria’

Oi ooooi gente! Hoje eu venho com a resenha de um livro que me chamou hiper atenção, não só por essa capa lindíssima, mas pela sinopse. Se eu não deixei isso claro antes, mas deixarei agora: eu sou noveleira. Muito noveleira. Desde as famosas novelas da Globo, até os dramalhões mexicanos. Posso dizer que isso é quase uma herança de família. Então, quando descobri que Você me Ganhou no Olá iria falar sobre os bastidores e atores desse mundo, meus amores, eu só quis me jogar. Alexis Daria, você me ganhou no olá mesmo! Mas, antes de falar da trama, leiam a sinopse…

Após um término complicado (e muito público), a atriz Jasmine Lin Rodriguez volta a Nova York para assumir o papel principal numa série romântica no maior serviço de streaming do país, determinada a se concentrar apenas em seu trabalho… até que uma mudança no elenco traz o rei das novelas latinas, Ashton Suarez ― ¡El León Dorado!, ¡El Hombre Seductor! ―, como seu par romântico.
Depois que seu último personagem foi morto subitamente, Ashton anda preocupado com a possibilidade de que sua carreira também esteja nas últimas. Então, quando a chance de protagonizar um seriado norte-americano aparece, ele sabe que não pode desperdiçá-la, a fim de atrair o olhar de Hollywood. E tudo vai depender de sua química em frente às câmeras com Jasmine. Mais fácil falar do que fazer, aparentemente, porque Ashton não consegue parar de passar vergonha na frente de sua linda colega.

Jasmine Lin Rodriguez é uma estrela em ascensão. Ainda mais agora que vai assumir o protagonismo de Carmem no Comando, a nova série romântica do streaming ScreenFlix, que é o maior do país. Isso deveria estar deixando ela no sétimo céu, se não fosse a sua vida pessoal. Ela se encontra no meio de um escândalo, depois que uma revista publica o fim de seu relacionamento com um rock star, com a manchete escrita ‘Abandonada!’ de forma chamativa. Por mais que ela queira deixar isso de lado, acabou se afastando de redes sociais, evita ver reportagens e decidiu fazer algumas mudanças em sua vida. Começando com a criação de seu plano de ser uma mulher de sucesso. E ela conta com a ajuda de suas primas para criar os tópicos e tentar segui-los.

Enquanto está com Ava e Michelle, conversando sobre carreira e problemas, Jasmine vai receber a ligação de sua agente, que vai contar quem será o seu par romântico. E o nome do escolhido vai cair como uma bomba. Se trata de Ashton Suarez, o rei das novelas latinas, por quem sua avó morre de amores. Seus personagens são muito marcantes e ele acabou de ser um vilão, mas seu personagem morreu muito rápido na trama. Logo Michelle tem uma ideia para colocar Jasmine no primeiro lugar do coração da abuela, o aniversário de 80 anos da senhorinha está chegando e ela poderia levar Ashton como convidado. Mas, ela lembra as duas que ainda nem conhece o sujeito e que ele pode não ser tão agradável assim, afinal, ele já tem uma certa fama de metido.

Ela se sentiu enfeitiçada por ele de um jeito inexplicável, mas aquela, afinal, era a mágica da TV: fazer com que você se sinta próximo de pessoas que não conhece e desenvolva familiaridade e carinho por personagens criados para você. Fazer com que torça por eles, se apaixone por eles, os ame ou odeie.

Ashton fica pensando em como conhece a maioria dos atores em Miami, mas vai gravar em Nova York, sem fazer teste de química com ninguém do elenco, incluindo sua parceira romântica. E uma coisa tem certeza, no auge de seus 40 anos, mais do que nunca, precisa provar o seu valor. Seus mocinhos foram bem recebidos, mas seu último personagem morreu antes do final e isso mexeu com sua cabeça. Ele precisa que Carmen no Comando seja um sucesso, pois pode ser a sua última grande chance. Perdido nessas ideias, ele vai ter o seu primeiro e desastrado encontro com Jasmine, derramando café em toda a roupa dela, e justamente antes deles fazerem a primeira leitura do roteiro. Claro que a mocinha fica um tanto quanto desesperada com a situação, mas logo tem uma ideia, enquanto o homem fica completamente embaraçado com a situação.

Depois disso tudo, as gravações começam e eles mergulham naquela história. Mas, uma coisa incomoda um pouco Jasmine. Enquanto ela e o resto do elenco começam a criar laços de amizade, passam textos, curtem momentos juntos, Ashton sempre se mantém afastado. A verdade é que ele não confia em ninguém além de sua família e foi ficando cada vez mais endurecido depois de um trauma. Só que a protagonista de Carmen tem certeza que eles interpretariam ainda melhor se pudessem conversar de verdade, mas isso depende dele abrir uma brecha. O que precisa ser rápido, afinal, porque a cena do beijo entre os personagens está para acontecer. E, por mais que seja milimetricamente ensaiado por uma coordenadora de intimidade, eles precisam estar em sintonia também.

– Vamos fazer um brinde – disse Michele, erguendo a taça. – Aqui jaz Jasmine. Nós a amávamos. Causa da morte: se apaixonou pelo colega de trabalho. 

É quando Jasmine decide ir atrás de Ashton e propor que eles ensaiem o texto e o dito beijo. Com o comportamento esquisito dele, ela acredita que o ator tenha vergonha de ser visto com ela, devido ao escândalo recente, mas ele explica que não é isso. Assim, eles começam uma conversa despretensiosa e passam a saber mais um sobre o outro, construindo uma amizade. Até o dia que a atração e a química entre os dois seja forte demais para que possam resistir. Mas, eles não querem que isso vaze. Nem para outras pessoas do elenco, muito menos para a mídia. Jasmine, porque ainda sofre com os resquícios de seu último relacionamento e Ashton porque ele esconde a coisa mais importante de sua vida, que é o seu filho. Ele colocou a criança fora dos olhos das câmeras até hoje e não está preparado para que isso venha à tona. Mas, os dois são atores famosos e que estão, mais do que nunca, no radar da mídia. E, mais hora, menos hora, tudo pode vir à tona.

Sim, eu sei que parece que falei muito, mas tem muita gravação e furos de reportagens para acontecer durante o livro haha. Agora quero comentar sobre os personagens, começando com Jasmine, a dona dessa história e da de Carmen no Comando. Ela é uma mulher batalhadora, que está atrás de seu sonho de ser uma atriz reconhecida, mesmo que isso não seja do agrado de seus pais. Ela está determinada a deixar a vida amorosa de lado, mas a atração que sente por Ahston vai atrapalhar os seus planos. Só que, Jas sente que está mais entregue do que ele, nessa relação, e vai tentar controlar os próprios impulsos em vários momentos. Super dedicada como profissional, quer dar o melhor de si como a protagonista da série e poder provar o seu valor.

– Jasmine, tudo o que quero é provar que sou mais do que um ator de novelas latinas. Essa é nossa chance de provar para todo mundo o nosso valor. Eu com meu sotaque, que não vai embora nunca, por mais que eu me esforce, e você com suas raízes porto-riquenhas e nova-iorquinas e seu espanhol de jardim de infância.

Ashton também quer provar seu valor, sendo super consciente que a hora é agora e essa série é tudo o que ele precisava. Mas, o seu jeito introspectivo pode atrapalhar, porque ele não consegue criar laços com o elenco. E ele quer manter essa distância, porque sente que, dessa forma, não atrairá os holofotes pra si, para um possível relacionamento, especialmente com uma linda mulher como Jasmine e que é o seu par romântico. Só que, ele vive divido entre isso e a atração que sente por ela. Mas, o seu melhor lado, com toda licença a sua dedicação profissional, é o pessoal. Ele tenta proteger a família de toda e qualquer forma, principalmente o seu filho. Ele viu o lado ruim da fama e o quanto isso pode colocar em risco aqueles a quem ama. Só que, ele também precisa aprender que ele não pode colocar todos em uma bolha de proteção longe da mídia. A sua família quer estar perto, quer poder aproveitar os momentos felizes e de conquista junto com ele.

Esse livro tem vários secundários, principalmente porque estamos acompanhando as gravações de uma série. Uns aparecem mais, outros menos, mas todos tem algum momento legal, uma conversa interessante. Mas, claro que tem aqueles que se destacam. Não tem como não amar totalmente Ava e Michelle, as primas e melhores amigas de Jasmine. Elas estão lá para dar apoio, para perturbar, para chamá-la para a razão e tudo mais. Outros que nos conquistam são os membros da família de Ashton, seu pai, seus avós e seu filho. Os mais velhos cuidam do pequeno para que o ator possa seguir cumprindo seus contratos, sabendo que Yadiel está em segurança. Eles também são os que estão ali para chamá-lo a razão e mostrar que, sim, ele passou por um grande susto, mas está bem, seu filho está bem e, principalmente, quer ficar junto com ele.

– […] as novelas latinas também têm – observou Ashton. – Todo mundo pensa que são produções ridículas, de baixo orçamento, mas é um ramo enorme. Há muita cultura nas histórias dos personagens. Tem romance e drama, criatividade e emoção. Elas evoluíram muito, mas, quando as pessoas pensam em novelas latinas, só se lembram das tramas caricatas […]

Esse é o primeiro livro da Alexis Daria no Brasil e, antes de mais nada, preciso dizer que já estou esperando por outros! Sua escrita é uma delícia, super leve, fluída e apaixonante. Amo o fato dela ter usado como background o mundo das gravações de uma série que, por sinal, nós também íamos acompanhando. Sim, gente, nós temos duas histórias em uma: a de Jasmine e a de Carmen. E ambas despertam nossa curiosidade. São várias citações a séries e novelas latinas, como Jane, the Virgin e Maria do Bairro, então ela me ganhou por esse caminho também. Acho que ela colocou uma dosagem certa de tudo, amor, sensualidade, amizade, família, carreira. E acho que combinou muito, porque são pontos muito marcantes de novelas e séries latinas. Por sinal, eu fiquei com os olhos brilhando pela representatividade que ela escolheu trazer para a história. Afinal, existe sim aquela dificuldade para atores e atrizes latinos no mercado hollywoodiano, coisa que já foi falado por grandes nomes, como o da Sofia Vergara. Não vou mentir, no fundo, me peguei pensando como seria Você me Ganhou no Olá, nas telinhas. A ScreenFlix pode não existir, mas Netflix, alô alô, olha essa preciosidade aqui, vamos fazer acontecer!

Falando sobrea a diagramação, a Harlequin manteve a capa original. E foi um hiper acerto. Eu tenho amado essas capas ilustradas que eles vêm trazendo, acho que deixa o livro mais charmoso. Por dentro, páginas amareladas, com letras e espaçamentos confortáveis para a leitura. Os capítulos são numerados e os que indicam a gravação de Carmen no Comando, tem um pedacinho do roteiro. A única coisa que acho que eles pecaram foi em não fazer notas de rodapé ou um glossário, para traduzir algumas expressões já que os personagens as vezes falam em espanhol. Em alguns momentos, eu fui procurar no Google o significado.

– Acho que no fundo você ama esse trabalho – disse ela baixinho. – Provocar uma reação emocional na audiência é a droga mais poderosa que existe. Em novelas ou sopa operas, essa é a nossa especialidade. Amor. Ódio. Paixão. A gente vive pela reação do espectador. Precisamos disso. 

Você me Ganhou no Olá me ganhou desde a capa, como já disse. Mas a linda aparência também vem com uma linda e deliciosa história, pronta para aqueles momentos em que queremos leveza, que queremos sair de uma ressaca… Deixo minhas cinco Angélicas para esse docinho de livro e fico esperando a editora anunciar o próximo. Porque, confesso, já tem um que estou de olho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s