A Hora do Chá: ‘A Noiva do Capitão – Tessa Dare’

Oi gente!! E chegamos ao último livro da trilogia Castles Ever After da Tessa Dare. Ao longo das semanas, eu vim falando dos romances de época da autora e também da minha paixão pelos livros dela. Em A Noiva do Capitão temos mais uma coisa que amo nesses romances: um mocinho escocês. Antes de falar mais, confiram a sinopse…

“Madeline possui muitas habilidades preciosas: é uma excelente desenhista, escreve cartas como ninguém e tem uma criatividade fora do comum. Mas se tem algo em que ela nunca consegue obter sucesso, por mais que tente, é em se sentir confortável quando está cercada por muitas pessoas… Chega a lhe faltar o ar! Um baile para ser apresentada à Sociedade é o sonho de muitas garotas em idade para casar, mas é o pesadelo de Maddie. E, para escapar dessa obrigação, a jovem cria um suposto noivo: um capitão escocês. Ela coloca todo o seu amor em cartas destinadas ao querido – e imaginário – Capitão Logan MacKenzie e convence toda a sua família de que estão profunda e verdadeiramente apaixonados. Maddie só não imaginava que o Capitão “MacFajuto” iria aparecer à sua porta, mais lindo do que ela descrevia em suas cartas apaixonadas e pronto para cobrar tudo o que ela lhe prometeu.”

Madeline tem 16 anos e está prestes a ser apresentada na sua Primeira Temporada. Seu pai se casou recentemente e como a madrasta é um pouco mais jovem do que Maddie, eles acham que ela deveria ser apresentada logo. O problema é que Maddie é extremamente tímida e tem uma fobia enorme de salões lotados. Para fugir do que seria vários dias de tortura inventa uma viagem à Escócia. Ela diz para o pai que passará a temporada com a amiga e que participará ano que vem na de Londres.

Mentira inventada, Maddie realmente passa uma temporada na Escócia, mas ela sabia que quando voltasse ainda teria que enfrentar os bailes de Londres e principalmente que ainda tentariam casá-la com algum desconhecido, então ela encontra outra saída. Ela conta para todos que enquanto esteve na Escócia, ela conheceu o Capitão Logan MacKenzie e eles se apaixonaram perdidamente. O problema é que Logan voltou para guerra e por isso não foi à Londres pedir a mão dela oficialmente.

“Maddie não se saía bem em multidões. Mais precisamente, ela não fazia nada em lugares com multidões. Em qualquer local com muita gente – fosse um mercado, um teatro, um salão de baile -, ela tinha a tendência de congelar, quase em sentido literal.”

A família de Maddie não a pressiona mais e assim o tempo vai passando. A única prova de que o Capitão MacKenzie existe são as cartas que chegam para Maddie. Até aí nada demais né? O problema é que Maddie inventou tudo sobre Logan, até mesmo o regimento para enviar suas cartas. Ela escreve cartas para ele e depois escreve as respostas como se fosse ele. Alguns anos se passam e Maddie não aguenta mais enganar sua família, então decide que já é hora de Logan partir. Ela escreve uma carta dizendo que precisou matá-lo e conta para a família que infelizmente ele morreu em batalha.

Ela entra em luto fechado por causa de seu noivo e aproveita para se mudar para o Castelo de Lannair na Escócia, que herdou do padrinho que faleceu. Lá Maddie constrói uma vida ao lado da tia Thea e a família não se importa que ela não queira se casar após a morte de Logan. Maddie se torna desenhista profissional, uma profissão incomum para uma mulher, mas ela tem bastante técnica para desenhar espécies pequenas. No momento ela está esperando desenhar um casal de lagostas acasalando. Tudo ia bem num mundo de Maddie até ela receber a visita de um capitão escocês, alto e bonito e que se chama Logan MacKenzie. 

Aquilo não podia estar acontecendo. Não de verdade. O Capitão Logan MacKenzie não podia estar vivo. Mas ele também não podia estar morto. Ele não existia. Fazia quase uma década que todo mundo acreditou que ela esperava por ele, e depois que sofria o luto por ele… aquele homem que não era nada além de ficção.

Logan realmente recebeu as cartas de Maddie. Ele não sabia quem era ela e nem porque ela escrevia para ele, mas as cartas de Maddie traziam alívio para ele durante a guerra. Quando finalmente pode voltar, ele conduziu seus últimos homens para o castelo de Maddie e assim poderia dar um lar para eles. Ele sabia que aquela solteirona excêntrica não entregaria as terras para ele, então Logan usa as cartas de Maddie contra ela. Ela precisa se casar com ele e assim ninguém nunca saberá que esse tempo todo, Maddie estava mentindo para eles.

Maddie não pode arriscar ser humilhada publicamente e nem perder a carreira que vem construindo como desenhistas, então ela aceita se casar com Logan. Só que ela fica adiando a consumação na tentativa de encontrar outra saída e poder anular o casamento. Só que duas pessoas podem jogar esse jogo não é mesmo? Enquanto Maddie tenta não se sentir atraída por Logan, ele tenta seduzir Maddie de todas as formas. O que nenhum dos dois imaginava é que se sentiriam tão bem um com o outro. Eles realmente vão se gostando ao longo dos dias e até mesmo encontrando afinidades. 

“Uma sensação terrível de afinidade a inundou. Durante toda a sua vida, quando conhecia outro amante de livros, ela se sentia… bem, sentia como se encontrasse um compatriota ao viajar por outro país.”

Eu amei os dois primeiros livros dessa trilogia, então não esperava menos deste aqui. A gente já começa dando boas risadas com as cartas que Maddie escrevia, então isso já nos avisava: vocês vão dar boas risadas com essa mocinha. Outra coisa que me pegou foi que o livro seria na Escócia, uma coisa que eu realmente amo. E ainda com o mocinho escocês. A Tessa nem precisava escrever mais nada para que eu amasse.

Além disso temos dois protagonistas pra ninguém colocar defeito. Maddie com seu jeito tímido, conseguiu fugir do destino de se casar, construiu uma vida sozinha e ainda por cima tem uma profissão. Vocês querem mais garra do que isso? Naquela época era quase impossível conquistar isso tudo e ainda continuar na alta sociedade. Ela foi ousada e corajosa, e mais uma vez a autora através de sua personagem, faz crítica aos costumes da época.  

Já Logan roubou meu coração logo de cara por ser escocês e chegar ao castelo vestido em um kilt (suspirando). Só que ao longo da leitura nós vamos descobrindo quem ele é e vamos amando cada camada dele. É claro que não é legal ele chegar chantageando Maddie, mas ele tinha seus motivos e eu fiquei bastante comovida com a lealdade dele com os homens que sobraram do seu regimento. Ele só queria que todos tivessem uma vida após a guerra. Além disso, ele se sente traído por tudo que Maddie prometeu a ele apenas para matá-lo quando fosse conveniente. Ele é inteligente, gentil e eu já disse: escocês com um kilt

“Você pode dizer que não quer chamar atenção, mas eu presto toda atenção em você. — Ele afastou a cabeça e deixou que seu olhar percorresse o corpo dela. — Na verdade, estou começando a me sentir um tipo de naturalista. Com interesses muito particulares. Estou me tornando um especialista em Madeline Eloise Gracechurch.”

A Noiva do Capitão é o terceiro livro da trilogia Castles Ever After. Maddie recebeu um castelo como herança assim como Izzy de Romance com o Duque e Clio de Diga sim ao Marquês. Como eu venho falando nas resenhas anteriores, os livros são independentes e a única ligação entre eles é que todas as protagonistas são afilhadas do Conde que faleceu e deixou um castelo de herança para cada uma delas. A capa está bem bonita e seguiu o padrão das anteriores. A diagramação está simples, mas bem caprichada com fonte e espaçamento confortáveis para a leitura e com as páginas levemente amareladas. Os inícios de capítulo têm um envelope sinalizando as várias cartas que Maddie escreveu para Logan.  

A Noiva do Capitão é uma história divertida e apaixonante. É impossível não dar boas risadas com esses personagens. Uma coisa que me arrebatou foi como Maddie criou o homem dos seus sonhos e anos depois, ele simplesmente apareceu e era ainda melhor do que ela imaginou. Como sempre, Tessa nos dá uma história cheia de diálogos inteligentes e em nenhum momento nos dá personagens rasos. Todos são bem construídos e essenciais para a trama. Impossível não dar 5 Angélicas para essa história que roubou meu coração. Eu fico por aqui, mas semana que vem tem mais Tessa Diva Dare ❤ 

13 comentários em “A Hora do Chá: ‘A Noiva do Capitão – Tessa Dare’

  1. Mais gente que loucura hem? Queria eu ter a sorte ou azar(será?)de Maddie e encontrar um Logan rsrsrsrs ,agora fiquei subtamente curiosa com essa história,sem falar nas outras. Não conheço a escrita da autora,mais agora preciso muito conhecer. Excelente resenha,parabéns.

    Curtir

  2. onde a gente compra um Logan?
    Nunca li nada dela, e não sei se leria, mas acho que esse livro em especifico me deixou curiosa, vou procurar ler a série toda, acho que pode ser uma boa meta pra 2019.

    Adorei o post! ❤

    Curtir

  3. Olá Adriana, tudo bem?

    Estou aqui babando nesta história e já querendo ler esta obra, que parece ser simplesmente fantástica. De cara já me encantei com a Maddie, pois montar tudo isso para fugir de um casamento arranjado mostra o quanto ela é determinada e luta pelo que deseja. Acho bacana trazer o lúdico de o homem dos sonhos dela finalmente estar ali anos depois. Pela lealdade que o Logan tem com seu exército, entendo o motivo dele chantagear ela. Com certeza é o meu tipo de história e já quero ler o quanto antes! Adorei sua opinião!

    Beijos!

    Curtir

  4. Mais um romance de época delicioso! Uma história com personagens bem construídos, bons diálogos e uma emocionante história de amor, impossível não se encantar! Já adorei o Logan!

    Curtir

  5. Menina,
    q história bacana! Não é meu tipo de livro, mas sempre que venho aqui eu fico empolgado e com vontade de ler tudo q vcs resenham! Ainda mais quando tem 4 ou 5 menininhas lendo livro no fim!
    Adorei a Maddie, principalmente pela força que ela apresenta em um romance de época! Agora, confesso que Logan não é um nome válido pra mim. Ninguém mais pode usar este nome depois q o S. Lee inventou o Wolverine! Toda hora que eu lia, pensava que algo maior ia acontecer (tipo aparece o Magneto ou o Dente de Sabre e a porrada ia comer).
    Uma pena que isso não aconteceu. Ia ser um romance de época bem divertido 😀
    Adorei a crítica, como sempre, e amei muito as fotos, como sempre.
    E quero um broche tb! Espero q um dia vcs vendam 😀

    Curtir

  6. Olá, deu pra notar que é uma ótima trilogia, um romance que termina bem e é escrito com boa dose de humor. Me faz lembrar o Stephen King, que apesar de escrever contos de terror, tem um humor de outro mundo, e tiradas excelentes!
    Emerson Lemes.

    Curtir

  7. TU PAAAAAAAAAAAAARA! Gente, eu to morrendo com essa história. Maddie foi hiper esperta com a história das cartas. Eu to bem chocada com isso hahaha
    E nossa, imagino o baque de chegar mesmo um Logan na vida dela. Eu acho que teria um pequeno surto psicótico, porque né?! E nada nos deixa suspirando mais do que um escocês com kilt rs
    Ai, eu to absurdamente curiosa por esse livro. Queria comprar ele AGORA! Amei amei mesmo, Dri. E essas fotos maravilhosas! Beijos
    https://almde50tons.wordpress.com/

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s